Skip to main content
Education Program
EN

Project Detail

Country

Haiti

Project Number

TC6611083

Approval Date

November 17, 1966

Project Status

Closed

Project Type

Technical Cooperation

Sector

EDUCATION

Subsector

HIGHER EDUCATION

Lending Instrument

-

Lending Instrument Code

-

Modality

-

Facility Type

-

Environmental Classification

-

Total Cost

USD 125,000.00

Country Counterpart Financing

USD 0.00

Original Amount Approved

USD 125,000.00

Financial Information
Operation Number Lending Type Reporting Currency Reporting Date Signed Date Fund Financial Instrument
ATN/TF-644-HA Sovereign Guaranteed USD - United States Dollar Social Progress Trust Fund Nonreimbursable
Operation Number ATN/TF-644-HA
  • Lending Type: Sovereign Guaranteed
  • Reporting Currency: USD - United States Dollar
  • Reporting Date:
  • Signed Date:
  • Fund: Social Progress Trust Fund
  • Financial Instrument: Nonreimbursable
Blogs
Published 2023
Afinal, quem quer ser professor no Brasil?
O Brasil, assim como diversos países da América Latina e Caribe (ALC), historicamente enfrenta desafios de oferta e de qualidade da força de trabalho docente. Recentemente, o Ministério da Educação anunciou a formação de um grupo de trabalho em conjunto com o Conselho Nacional de Educação e com o INEP para propor políticas de melhoria
Publications
Published 2021
10 Years School Construction in Haiti: Technical Learnings from a Multiple Construction Program
In the aftermath of the 2010 Haiti's earthquake, the Government of Haiti faced massive reconstruction needs in all sectors. As part of the response of the Government of Haiti to the massive reconstruction needs, from 2010 to 2020, the IDB designed a series of grant operations plus seven co-financings designed to support a wider School Reconstruction Program. These operations achieved the (re)construction of 90 public schools countrywide, which resulted in the creation of approximately 1,000 classrooms and 40,000 seats, providing a safer and comfortable learning environment for approximately 60,000 children each school year. The journey to complete the construction of the schools was not an easy one to achieve. From the onset, the education sector faced two big challenges: a technical one, how to design and build cost-efficient schools that are both hurricane and earthquake resistant; and an operational one: how to identify a strategy that permits to up-scale construction countrywide while assuring quality and controlling costs. This publication aims to present the lessons learned from the 10-year school construction program in Haiti.
Publications
Published 2019
The Impact of Financial Education for Youth
This paper evaluates if the excitement about school-based financial education is warranted. First, relying on recent experimental evidence, the paper takes stock of the impact of financial education programs aimed at reaching children and youth. Second, it complements existing studies by focusing on the potentially negative unintended effects of these programs. Relying on data from a large-scale randomized controlled trial (RCT) in Peru, this paper investigates whether financial education programs have spillover effects on academic outcomes or if they widen initial inequalities due to heterogeneous treatment impacts. While delivery models that incorporate a mandatory course requirement yield large and robust impacts on financial literacy, voluntary after school programs yield meager effects. These gains do not come at the cost of pervasive effects on the probability to pass a grade. Moreover, the impact of school-based financial education seems to be very inclusive, as treatment effects tend to be uniform across different sub-samples.
Publications
Published 2020
O financiamento escolar é desigual na América Latina?
Diante da crise econômica deflagrada pela pandemia da Covid-19, existe o risco de que as desigualdades de oportunidades educacionais nos países da América Latina e Caribe (ALC) se aprofundem se não forem introduzidas políticas de financiamento progressivas, bem projetadas e avaliadas de forma eficaz. O presente estudo oferece algumas indicações sobre como as políticas de financiamento do sistema educacional podem mitigar ou agravar essas desigualdades, por meio de uma análise comparada realizada com dados da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru.
Blogs
Published 2022
Big Data no planejamento educacional: da contagem de alunos à antecipação de soluções
É domingo à tarde. Um professor fica doente. O médico prescreve toda a semana de descanso. Ele abre seu aplicativo no telefone e com um simples clique relata a situação e anexa o código do pedido médico ao seu próprio dispositivo. Graças a isso, a direção da escola já sabe que será necessária uma substituição.
Publications
Published 2019
The Effects of School Based Financial Education
Based on rigorous empirical evidence, this paper evaluates if the excitement about school-based financial education programs is warranted. First, relying on recent experimental evidence, the paper takes stock of the impact of financial education programs aimed at reaching children and youth. Second, it takes a look at the spillover effects of these programs in terms of their impact on both child labor and grade progression. Finally, the paper goes beyond average treatment effects and studies the distribution of gains across different population groups. The evidence uncovers large and robust impacts on financial skills under delivery models that incorporate a mandatory course requirement. In turn, voluntary after-school programs yield meager or null effects. These gains in financial literacy among youth do not come at the cost of pervasive effects on academic outcomes. Moreover, the impact of school-based financial education for the most part seems to be very inclusive, as treatment effects tend to be uniform across different sub-samples.
Publications
Published 2020
Estratégias de reabertura das escolas durante a COVID-19
Ao considerar a reabertura de escolas, quatro critérios sanitários chave devem ser considerados para garantir que alunos(as) e professores(as) estejam seguros: A. Garantir o distanciamento social; B. Manter as escolas limpas e desinfetadas; C. Garantir que alunos(as) e professores(as) cheguem na escola saudáveis e permaneçam saudáveis; e D. Fornecer acesso fácil às pias para higienização das mãos.
Publications
Published 2020
Como os inovadores disruptivos preparam os alunos de hoje para serem a força de trabalho de amanhã?: O Descomplica e o ensino à distancia eficaz
No Brasil, renda e raça afetam as notas de exames padronizados. As notas nesses exames são o único critério de acesso à maioria das universidades públicas, ou as melhores instituições de ensino superior. Em resposta, todo o setor de preparação para a universidade surgiu para atender alunos de famílias de alta renda, manipulando o processo seletivo e perpetuando a desigualdade. Este artigo tem como objetivo descrever os sistemas típicos de admissão em universidades no Brasil para demonstrar como o Descomplica está mudando o futuro de milhares de alunos desfavorecidos. Com uma visão clara de como esse sistema atende aos mais privilegiados, apresentamos o Descomplica, suas ferramentas e metodologia de ensino, além das melhorias significativas que traz aos alunos, que de outra forma não teriam esperança de ingressar em instituições de ensino superior de qualidade no Brasil. Por fim, este artigo discute os impactos potenciais e a replicabilidade de inovações semelhantes em outros lugares das Américas para ajudar os tomadores de decisão na região, especialmente em um momento em que confinamentos e toques de recolher são necessários, como durante a pandemia de COVID-19.
Blogs
Published 2019
Aprendizagem online: a próxima fronteira para capacitar servidores públicos no Brasil?
No Brasil, o ensino a distância (EAD) vem crescendo de maneira sem precedentes, no ambiente universitário, educativo e corporativo. Somente nas universidades 1,5 milhão de estudantes estavam ativos na modalidade em 2018. A expansão aconteceu especialmente a partir de 2005, quando a EAD foi reconhecida como modalidade de ensino no país. Estima-se que em 2023,
Publications
Published 2019
Em busca de maior eficiência e equidade dos recursos escolares: Uma análise a partir do gasto por escola em Pernambuco
A rede estadual de Pernambuco exibiu um avanço sem precedentes na qualidade educacional nos últimos dez anos. Saiu de 21º para os 3 primeiros lugares no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) desde 2015 e se consolidou como a rede com menor taxa de abandono no Ensino Médio do país. Por meio de base de dados inédita do gasto por escola, o presente documento traz um conjunto de análises de eficiência e equidade dos recursos escolares a fim de entender quais medidas contribuíram para os avanços alcançados e quais foram os desafios enfretados no estado pela ótica do financiamento educacional. Além das medidas pedagógicas exitosas, houve melhorias significativas na gestão dos recursos: o estado estabeleceu uma cultura de accountability e o uso de sistemas de informação como ferramentas de gestão e tomada de decisão que ampliaram a eficiência dos gastos. Neste relatório, destacamos duas iniciativas que ilustram bem esse avanço: o Sistema de Custo por Escola e o Adicional por Eficiência Gerencial (AEG). Com o sistema de gastos por escola, amplia-se o entendimento de como as escolas estão utilizando seus recursos. Ademais, desperdícios substanciais dentro das escolas podem ser evitados. O AEG, por sua vez, proporcionou um ajuste mais eficiente da carga horária atribuída aos professores e gerou uma economia significativa aos cofres do governo. Por outro lado, identifica-se dois principais desafios: nos últimos anos, observou-se que o número de escolas pequenas em Pernambuco cresceu. Escolas pequenas custam até o dobro e não apresentam resultados superiores às de médio porte. Diante da transição demográfica que passa o país, repensar a gestão do tamanho das escolas emerge como estratégia necessária. Segundo, observou-se que professores com melhores credenciais tendem a concentrar-se em escolas com melhores condições socioeconômicas. Ainda, escolas em tempo integral atraem alunos mais favorecidos socioeconomicamente, sendo necessárias medidas que estimulem estudantes de baixa renda a frequentar tais escolas.
Powered by FindIT
Jump back to top