Pular para o conteúdo principal
Luis Alberto Moreno reeleito presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento

Luis Alberto Moreno foi reeleito presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento durante uma reunião extraordinária da Assembleia de Governadores do BID realizada hoje na sede do Banco, em Washington, D.C.

Ex-ministro e embaixador colombiano nos Estados Unidos, Moreno iniciará um novo mandato de cinco anos em 1º de outubro de 2010. Como Presidente do Banco, ele também preside a Diretoria Executiva da Corporação Interamericana de Investimentos (CII) e o Comitê de Doadores do Fundo Multilateral de Investimentos (Fumin).

Para ser eleito presidente, um candidato precisa receber votos de países membros do BID equivalentes à maioria absoluta do poder de voto e de uma maioria absoluta dos governadores dos 28 membros regionais (os 26 países membros mutuários, mais Canadá e Estados Unidos). O BID tem um total de 48 países membros.

O Banco apoia os esforços dos países latino-americanos e caribenhos para reduzir a pobreza e a desigualdade e procura promover o desenvolvimento de uma maneira sustentável e não prejudicial ao clima. Estabelecido em 1959, o BID é a maior fonte de financiamento para o desenvolvimento da América Latina e Caribe e tem o compromisso de alcançar resultados mensuráveis com integridade, transparência e responsabilização.

A Assembleia de Governadores é o órgão máximo do Banco. É composta de um representante de cada país membro, geralmente ministros da área econômica, presidentes de bancos centrais ou outros funcionários de alto nível. Os Governadores realizam reuniões anuais para revisar as operações do Banco e tomar decisões importantes sobre políticas. Também convocam reuniões extraordinárias em determinadas circunstâncias, como a eleição de um presidente.

Durante seu primeiro mandato, Moreno supervisionou um programa para proporcionar alívio da dívida aos membros mais vulneráveis do BID, promoveu a ampliação dos empréstimos para o setor privado, empreendeu uma grande reestruturação para tornar o BID mais responsivo às necessidades da região e lançou iniciativas nas áreas de mudança climática, energia renovável, água e saneamento. Sob sua liderança, o BID negociou o maior aumento de capital de sua história e disponibilizou mais recursos para a reconstrução do Haiti. O Banco também aumentou substancialmente seus empréstimos em resposta à crise financeira mundial.

Moreno é o quarto presidente do BID. Seus antecessores foram Felipe Herrera, do Chile, que presidiu o Banco de 1960 a 1971; Antonio Ortiz Mena, do México (1971 a 1987); e Enrique V. Iglesias, do Uruguai (1988 a 2005).

Jump back to top