Pular para o conteúdo principal
Luis Alberto Moreno inaugura mandato como novo presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento

O novo presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno, inaugurou seu mandato nesta segunda-feira (3) reivindicando uma cultura de resultados e de responsabilidade social em sua primeira mensagem aos funcionários da instituição.

O ex-ministro e diplomata colombiano se comprometeu a aprofundar o legado de seus predecessores para fazer do Banco “uma instituição de elite, não uma instituição elitista”, ágil, flexível, eficiente, com objetivos claros e um quadro motivado e competente. “Não podemos ser prisioneiros de ideologias ou artifícios teóricos. Nos guiaremos por aquilo que gerar benefícios para nossos cidadãos”.

Entre as prioridades da instituição, Moreno destacou a necessidade de construir uma visão unificada do setor privado, promover alianças público-privadas, incrementar a participação em projetos de infra-estrutura e prestar serviços para as comunidades emigrantes.

Assinalou também que o BID continuará cumprindo seu papel de liderança com estratégias integrais de redução da pobreza, reformas institucionais, inclusão e áreas sociais. “Não há fórmulas mágicas ou atalhos para o desenvolvimento. É um exercício de convicções firmes, mas também de flexibilidade e de riscos calculados”, afirmou.

Em seu discurso, ele também ressaltou a importância de que sejam fortalecidas as áreas operacionais do Banco, como forma de aproximação dos países membros, o que implicará em maior descentralização e delegação de funções. “Nós devemos nos focar naquilo que fazemos bem e naquilo que mais impacto positivo pode gerar”.

Moreno se declarou otimista sobre o futuro da região, convencido de que pode promover mudanças capazes de combater a pobreza e superar a desigualdade, bem como lutar contra a corrupção, a exclusão e a ineficiência que debilitam a legitimidade das democracias da região.

“O diferencial será nossa paixão por alcançar resultados e por consolidar uma verdadeira cultura a seu redor. Uma cultura de resultados não se decreta, se constrói dia a dia e em conjunto. Se quisermos ser um fator determinante para o desenvolvimento, devemos liderar pelo exemplo. Isto, e nada menos, é o que merecem a nossa região e seus habitantes mais pobres e excluídos”.

Fundado em 1959, o BID é o maior e mais antigo banco de desenvolvimento do mundo. Conta com 47 países membros e é a principal fonte de financiamento multilateral para a região da América Latina e do Caribe. O Grupo BID é formado pelo Banco, a Corporação Interamericana de Investimentos e o Fundo Multilateral de Investimentos.

Moreno foi eleito presidente do BID pela Assembléia de Governadores, a mais alta autoridade do Banco, por um período de cinco anos. Seus predecessores foram Felipe Herrera (1960-1971), Antonio Ortiz Mena (1971-1987) e Enrique V. Iglesias (1988-2005).

Jump back to top