Pular para o conteúdo principal

Com o apoio do BID, Curitiba busca propostas inovadoras para modernizar sistema de ônibus

Edital para encontrar soluções que promovam a integração com outras modalidades de transporte em estações autossustentáveis da cidade fica aberto até dia 18 de maio.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a cidade de Curitiba (PR) lançaram um edital para encontrar inovações em transporte, energia e tecnologias de ponta que permitam reduzir o número de carros e motocicletas em circulação na cidade. A iniciativa faz parte de um plano de modernização da rede de corredores de ônibus e estações de passageiros na cidade, que inclui um novo modelo de estação autossustentável que funcionará como um hub inteligente de transporte multimodal. Uma sessão de esclarecimentos será realizada no dia 26 de abril.

A chamada pública internacional para a estação protótipo, com um custo estimado de US$ 970.000, está aberta como parte do Programa de Mobilidade Urbana Sustentável, que conta com um financiamento de US$ 106 milhões do BID. O edital tem como foco a integração com outros meios de transporte, como a carona solidária e a bicicleta compartilhada, e enfatiza a matriz energética do equipamento. A energia solar da estação será capturada por meio de painéis fotovoltaicos para assegurar a eficiência durante toda a operação, da climatização interna ao sistema de monitoramento e de comunicação com o usuário.

A nova estação também deve ter um design sensível a gênero e a pessoas com deficiência, bem como potencial para se tornar um centro de mobilidade e servir de modelo para outras cidades.

A seleção da proposta vencedora será baseada em critérios traduzidos em índices de desempenho e avaliação de custos ao longo de todo o projeto, procurando a melhor relação custo-benefício. Uma vez desenvolvido e aprovado, o modelo será replicado nas outras 12 estações do itinerário do Inter 2.

"Curitiba já é uma referência na América Latina em termos de transporte e, neste programa, utiliza a inovação como ponto de partida para atender a novas demandas e revolucionar mais uma vez a mobilidade urbana. É outro passo importante para a sustentabilidade e a inclusão social e de género", diz Morgan Doyle, representante do BID no Brasil.

Este modelo de concorrência internacional centrado em soluções é inédito para o município. Abrange a contratação do desenho do projeto executivo, a execução da obra, a instalação das soluções e a operação monitorada para validação e aprimoramento das tecnologias. O componente de inovação permitirá a apresentação de propostas que tenham em conta aspectos de sustentabilidade ambiental, econômica e social, bem como eficiência e escalabilidade para as outras 12 futuras estações. Os consórcios também estão autorizados, permitindo que empresas com experiências complementares e soluções inovadoras participem da concorrência. 

Para além de melhorias nas estações, o programa financiado pelo BID inclui projetos para aumentar a capacidade e a velocidade do Inter 2 e Interbairros II, as linhas que transportam o maior número de passageiros na cidade. Isso inclui mais de 70 km de obras de readequação viária, incluindo canaletas exclusivas, binários, ciclofaixas, bem como novos terminais de integração com a Rede Intermunicipal de Transportes (RIT). As melhorias no sexto eixo de transporte da cidade beneficiarão mais de 180.000 passageiros diariamente.

A robustez do programa é proporcional ao desafio da estratégia de mobilidade urbana que a cidade de Curitiba definiu para os próximos anos. "Curitiba sempre foi referência no sistema de transporte urbano e estamos consolidando essa vocação com a nova era da intermodalidade sustentável, com parceiros estratégicos para atingir os objetivos", diz o prefeito Rafael Greca.

Saiba mais sobre o processo de licitação acessando o edital e participe da sessão de esclarecimentos que ocorrerá no dia 26 de abril. O prazo para apresentar propostas foi prorrogado até o dia 18 de maio de 2022. 

Sobre o BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Fundado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e do Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisas de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação a clientes públicos e privados em toda a região.

Contato de Imprensa

Nunez Zelaya,Anamaria

Nunez Zelaya,Anamaria
Additional Contacts

Figueiredo De Castro M,Ana Beatriz

Figueiredo De Castro M,Ana Beatriz
Jump back to top