Pular para o conteúdo principal
BID aprova subsídio de emergência de US$200.000 para o Haiti depois de inundações catastróficas

 

O Banco Interamericano de Desenvolvimento anunciou hoje a aprovação de um subsídio de emergência de US$200.000 para ajudar o Haiti após as inundações torrenciais causadas pela tempestade tropical Jeanne.

 

O dilúvio matou mais de 1.000 pessoas e deixou centenas de desaparecidos e dezenas de milhares de pessoas sem teto no país mais pobre do Hemisfério Ocidental.

 

Durante a reunião da Diretoria Executiva do BID, o presidente Enrique V. Iglesias manifestou solidariedade  para com o povo haitiano e reafirmou o compromisso de longo termo da instituição com o desenvolvimento do Haiti, que no começo deste ano sofreu uma crise política paralisante.

 

Com o objetivo de proporcionar ao governo do Haiti mais recursos para enfrentar esta situação de emergência, o BID está também revendo a carteira de empréstimos do país para determinar qual o financiamento que poderia ser reorientado para as tarefas prioritárias de reconstrução e reabilitação.

 

Os empréstimos do BID ao Haiti apóiam programas em educação, saúde, água e saneamento, caminhos rurais, infra-estrutura básica, agricultura, desenvolvimento comunitário e reforma das finanças públicas. Sua carteira de empréstimos em condições concessionais atualmente tem US$337 milhões em fundos não desembolsados.

 

Em estreita coordenação com outros organismos internacionais e países doadores, o BID está ajudando a Haiti a fortalecer sua capacidade institucional e sua governança. Nesse sentido, Iglesias ratificou a determinação do BID de apoiar, além da situação emergencial de agora, as metas sociais e econômicas do governo de transição haitiano e a consolidação da democracia em benefício dos mais pobres nessa atribulada nação caribenha.

 

Jump back to top