Pular para o conteúdo principal
Laboratório de Inovação Financeira - Promovendo Investimentos Privados em Iluminação de Rua
Laboratório de Inovação Financeira - Promovendo Investimentos Privados em Iluminação de Rua
A person in an aerial lift truck working on power lines. Regional integration - Inter-American Development Bank - IDB
Laboratório de Inovação Financeira
street-lighting
O problema

A Agência Internacional de Energia (AIE) estima que o consumo de energia na região da ALC aumentará entre 50% e 54% até 2030, criando um estresse significativo em sua capacidade energética. A iluminação pública é uma importante fonte de consumo de energia nos países da ALC. Por exemplo, representa 3% e 6% do consumo de energia da Colômbia e do Equador, respectivamente. A maior parte da iluminação pública da região ainda é abastecida por lâmpadas de Vapor de Sódio de Alta Pressão (HPSV), lâmpadas de Vapor de Mercúrio (MV) ou mesmo lâmpadas incandescentes. Essas tecnologias tendem a consumir muita energia e nem sempre proporcionam a melhor qualidade de iluminação pública. 

Banner de color azul

As lâmpadas de diodos emissores de luz (LED) têm alto potencial para reduzir o consumo de energia, aumentar a qualidade da iluminação pública e, dada sua vida útil, também reduzir os gastos operacionais (OPEX). Os custos iniciais de despesas de capital (CAPEX) das tecnologias LED são, no entanto, ainda muito altos, exigindo longos períodos de retorno – especialmente porque a tecnologia LED é, na maioria dos casos, importada. Estudos de mercado realizados pelo BID mostraram que fornecedores internacionais de tecnologia LED (por exemplo, LG, Sylvania, MVDlight, Phillips Schreder e BYD, entre outros) estariam dispostos a produzir lâmpadas LED localmente e reduzir consideravelmente os custos das lâmpadas se uma escala suficiente de investimentos em novas lâmpadas realmente se materializar. 

a highway with cars parked in front of a large building

promover investimentos privados em tecnologias LED, incluindo: (i) a falta de conhecimentos técnicos por parte dos intermediários financeiros locais (IFL) e dos beneficiários finais sobre os riscos e retornos associados a essas tecnologias e sobre a forma de avaliar o seu desempenho; (ii) desconfiança por parte dos investidores sobre o desempenho das tecnologias e a capacidade dos provedores de tecnologia; e (iii) falta de um marco legal claro para PPPs e concessões (i.e., compromissos contratuais prévios, contratos de concessão para administração, operação e manutenção (AOM) de sistemas de iluminação pública; mudança de administração, entre outros desafios legais e regulatórios). 

Instrumento inovador

A fim de: 

i) promover a escala dos investimentos necessários para que o preço e o retorno do retorno das tecnologias LED se tornem mais competitivos; e

ii) eliminar os obstáculos dos mercados não financeiros para que os investidores e as IFL se sintam confiantes nos retornos dos investimentos; O BID, juntamente com o Findeter, o banco nacional de desenvolvimento (NDB) de segundo nível da Colômbia, encarregado de apoiar o desenvolvimento subnacional e de infraestrutura, desenvolveu uma solução que combina diferentes instrumentos financeiros e não financeiros para esse efeito. Esses instrumentos incluem 

  1. Uma linha de crédito em condições adequadas para as instituições financeiras locais de primeiro nível, de modo a que estas possam, por sua vez, conceder subempréstimos a operadores do setor privado interessados em investir em projetos de iluminação pública baseados na tecnologia LED; 
  2. Engajamento de LFIs no desenvolvimento de mecanismos de compartilhamento de risco (seguros) para mitigar o baixo desempenho dos projetos de tecnologia LED e, consequentemente, seu retorno financeiro; 
  3. Cooperação técnica para apoiar a estruturação de concessões e PPPs que tornem os investimentos em tecnologias LED atrativos para investidores privados, incluindo: 
  • Apoio aos municípios na elaboração de contratos em condições adequadas para a contratação do setor privado; 
  • Identificação e engajamento de fornecedores de tecnologia e outras partes interessadas do mercado que serão necessárias para apoiar a demanda por financiamento por meio do desenvolvimento de projetos tecnicamente robustos e financiáveis; 
  • Desenvolvimento de padrões e mecanismos não apenas para estruturar projetos sólidos, mas também para monitorar, relatar e verificar adequadamente seus resultados. 
Exemplo de Projeto Piloto

Mecanismos de Financiamento para Investimentos Privados em Iluminação Pública com Eficiência Energética (EE) - CO-X1020. 

Financiamento

Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), US$ 2 milhões em subvenções; Findeter, uma linha de crédito de US$ 25 milhões. 

Resultados Esperados

A solução inovadora foi projetada para apoiar os esforços para substituir o uso do HPSV por uma tecnologia LED mais eficiente para a modernização e expansão dos serviços de iluminação pública na Colômbia. Seus beneficiários serão empresas privadas e públicas prestadoras de serviços básicos, e governos locais (por exemplo, municípios). Além de reduzir o consumo de eletricidade e as emissões de gases de efeito estufa, espera-se que os projetos apoiados por esta solução reduzam os custos de energia para os municípios colombianos, gerando importantes fluxos de caixa que poderiam, eventualmente, apoiar a expansão da rede de iluminação pública nesses entes subnacionais. Espera-se também que a tecnologia LED proporcione uma melhor qualidade de luz (mais brilhante), tendo um impacto positivo na segurança das ruas à noite. 

Narrow
0
Tópicos

Descubra os temas em que estamos trabalhando para melhorar a vida na América Latina e no Caribe.

Ver mais
Representações por país

Explore as nossas representações nos diferentes países e o trabalho que realizam para melhorar vidas.

Ver mais
Jump back to top