Pular para o conteúdo principal
Presidentes do Peru e Equador reafirmam compromisso com processo de paz e desenvolvimento econômico da região de fronteira

FORTALEZA, Brasil – Os excelentíssimos presidentes do Equador, Gustavo Noboa Bejarano, e do Peru, Alejandro Toledo Manrique, ratificaram hoje o compromisso de seus governos e seus povos com o processo de paz, bem como com o desenvolvimento econômico e social de sua região de fronteira.

Os dois chefes de estado participaram da Segunda Reunião do Comitê de Assessoramento Internacional do Plano de Desenvolvimento Binacional para o Desenvolvimento da Região de Fronteira Equador-Peru, realizada em Fortaleza, no marco da 43ª Reunião Anual da Assembléia de Governadores do Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Acompanhavam os dois presidentes os ministros das Relações Exteriores do Equador, Heinz Moeller Freile, e do Peru, Diego Garcia Sayan, além de outras altas autoridades de ambos os países.

Os dois presidentes insistiram para que a mobilização de recursos para investimentos na região seja acelerada em bases prioritárias, indicando que os dois países investiram, com recursos próprios, mais de US$ 500 milhões no desenvolvimento da região de fronteira desde os Acordos de Paz de Brasília, firmados em 1998. A acordo pôs fim a anos de um conflito que trouxe sofrimento e abandono à região de fronteira.

Os presidentes ressaltaram, ainda, que mais de 90% dos fundos fornecidos por doadores desde a primeira reunião do Grupo Consultivo em Nova Orleans, em março de 2000, já estão comprometidos com projetos e programas específicos. O montante total fornecido pela comunidade doadora foi superior a US$ 230 milhões.

O presidente Noboa enfatizou a importância da atuação dos dois países no cumprimento de seus compromissos para aprofundar o processo de paz e desenvolver a região de fronteira.

Observou, ainda, que os países demonstraram capacidade para executar programas com “democracia e estabilidade”.

O presidente Toledo agradeceu a comunidade internacional por seu apoio e sugeriu um programa de assistência multilateral de seis pontos. O plano inclui condições mais brandas para financiamentos, isenção de limites de endividamento multilateral para o programa binacional e um compromisso por parte dos dois países de acelerar a implementação do programa de investimentos.

“Conquistamos a paz”, disse. “Nosso povo espera impacientemente os resultados da paz”.

Ao cumprimentar os dois chefes de estado, Enrique V. Iglesias, presidente do Comitê de Assessoramento, elogiou os dois países pelo “admirável sucesso” na execução das fases iniciais dos projetos, após o lançamento do Plano de Desenvolvimento Binacional.

O presidente do Grupo Binacional para a Promoção de Investimentos Privados, Roque Benavides, ratificou o compromisso do setor privado de dar continuidade ao processo de paz gerando as condições necessárias para atrair investimentos binacionais e estrangeiros para a área de fronteira.

A reunião foi coordenada pelo Governo brasileiro, representado pelo ministro do Planejamento Martus Tavares que, na qualidade de representante pessoal do presidente Fernando Henrique Cardoso, expressou o “total apoio” do Brasil aos acordos de paz e sua sólida decisão de atender às necessidades dos dois países por meio de contribuições da comunidade internacional.

Além do Equador, do Peru e do BID, também fazem parte do Comitê de Assessoramento o Brasil, a Alemanha, a Itália, o Japão, a Espanha, os Estados Unidos, a União Européia, a Corporação Interamericana de Investimentos Andina de Fomento e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Os membros do Comitê de Assessoramento Internacional ratificaram seu compromisso de apoiar o desenvolvimento da região de fronteira e prover financiamento adicional em outra reunião do Grupo Consultivo. Nesse sentido, os ministros de Relações Exteriores dirigiram apelo especial para que a próxima Reunião do Grupo Consultivo para a Região de Fronteira se realize no menor prazo possível, preferencialmente na última semana de junho, em Washington, D.C.

Jump back to top