Pular para o conteúdo principal
Presidente do BID conclui visita histórica à Alemanha e destaca importância de parcerias para resolver desafios globais

Presidente Goldfajn falou com comitê do Bundestag e com representantes do setor público e privado

BERLIM – O Presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Ilan Goldfajn, falou na quarta-feira sobre a contribuição da América Latina e do Caribe para solucionar desafios globais diante do Comitê para Cooperação Econômica e Desenvolvimento do Bundestag. O presidente destacou perante o Comitê o papel do BID como entidade que faz a ponte entre as necessidades de desenvolvimento da América Latina e do Caribe com a Europa.

O presidente Goldfajn destacou os valores compartilhados entre o BID e a Alemanha, que incluem o estado de direito e a democracia, e expôs sua visão para um BID que seja mais inovador, focado em resultados e uma entidade que reúna atores fundamentais para trabalhar juntos no enfrentamento à mudança climática, insegurança alimentar e outros desafios comuns. Ele insistiu que doadores públicos e privados se juntem ao BID para alcançar as prioridades cruciais de ajudar os países a lidar com problemas sociais, fechar as grandes lacunas da região em infraestrutura digital e física sustentável, abordar a mitigação e adaptação climática, proteger a Amazônia e promover mais integração regional.

A visita também incluiu uma série de reuniões com altas autoridades do governo alemão, o que refletiu o interesse crescente da Alemanha pelo importante papel da América Latina e Caribe para ajudar a produzir um desenvolvimento mais sustentável, e pelo BID como parceiro estratégico fundamental entre a Europa e a América Latina e Caribe.

O presidente Goldfajn se encontrou com Niels Annen, Secretário de Estado Parlamentar do Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento e Governador do BID; Jennifer Morgan, Secretária de Estado e Representante Especial para Política Climática Internacional do Ministério das Relações Exteriores alemão; Jörg Kukies, Secretário de Estado para políticas econômicas, financeiras e climáticas, e políticas europeias na Chancelaria; Heiko Thoms, Secretário de Estado responsável por políticas europeias, políticas financeiras internacionais e políticas de mercado financeiro; e Stefan Wintels, presidente do Banco de Desenvolvimento KfW.

Embora a região precise de apoio financeiro devido a restrições fiscais e necessidades sociais, o presidente Goldfajn destacou como uma América Latina mais forte pode ajudar o mundo em um caminho mais sustentável e contribuir para enfrentar desafios globais – um foco crucial de suas prioridades para o BID.

A Alemanha foi o primeiro doador do Fundo Amazônia do BID. A Alemanha e o BID cooperam em ação climática, treinamento vocacional, mercados de financiamento verde e igualdade de gênero.

Ele também sublinhou a colaboração entre a Agência Alemã para Cooperação Internacional (GIZ) e o laboratório de inovação do BID, BID Lab, para desenvolver um curso on-line destinado a ajudar formuladores de políticas a regular a economia gig.

Durante sua visita, o presidente Goldfajn também se encontrou com líderes de empresas do setor privado alemão. Ele falou sobre oportunidades para ampliar a colaboração em renováveis, integração digital e física e a Amazônia, entre outros temas.

Sendo já a região mais limpa do mundo em termos de geração de energia, a América Latina e o Caribe absorvem um quarto de todo o CO2 absorvido pelo planeta inteiro. O presidente Goldfajn também observou como a região abriga dois terços do lítio do mundo e 38% de seu cobre – o que é crucial para a transição verde. A região já produz comida suficiente para alimentar 1,3 bilhão de pessoas e poderia multiplicar isso para alimentar a si própria e o mundo inteiro, com as reformas certas.

O presidente Goldfajn também participou de uma conversa sobre políticas fiscais e desigualdade de renda organizada pelo BMZ. Sua visita a Berlim aconteceu antes de sua participação na Cúpula para o Novo Pacto de Financiamento Global em Paris, em 22 e 23 de junho. Junto com a Cúpula para o Novo Pacto de Financiamento Global, a visita do presidente marca uma renovação na relação entre a região da América Latina e Caribe e a Europa. Compartilhando valores democráticos e uma preocupação com as implicações da crise climática, as duas regiões demonstram um forte alinhamento e um aumento nas colaborações dentro de um contexto global em transformação e da busca de cadeias de valor mais sustentáveis, verdes e justas.

Sobre o BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Criado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e o Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisas de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação a clientes públicos e privados em toda a região. Acesse nosso tour virtual.

 

Contato de Imprensa

Bachelet,Pablo A.

Press Coordinator

pbachelet@iadb.org
Bachelet,Pablo A.
Você também pode estar interessado em

Jump back to top