Pular para o conteúdo principal
Oito organizações internacionais e instituições financeiras de desenvolvimento se unem para impulsionar o financiamento inovador em natureza e clima

• Oito organizações internacionais e instituições financeiras de desenvolvimento de todo o globo anunciaram planos para impulsionar instrumentos financeiros para financiamento soberano de ações ligadas ao clima e à natureza. 
• O BID e a DFC devem liderar força-tarefa para supervisionar o progresso do novo grupo.

DUBAI – Oito organizações internacionais e instituições financeiras de desenvolvimento anunciaram na COP28 na segunda-feira que pretendem lançar um novo esforço global de cooperação para impulsionar instrumentos financeiros dedicados a ampliar o financiamento soberano sustentável ligado ao clima e à natureza.

O grupo de organizações internacionais e instituições financeiras de desenvolvimento anunciou uma declaração conjunta na Conferência do Clima das Nações Unidas como parte do novo foco no uso de diferentes soluções financeiras para mobilizar capital do setor privado por meio de instrumentos de ampliação de crédito como conversões de dívida e títulos verdes ou ligados a sustentabilidade. A Agence Française de Développement (AFD), O Banco Asiático de Desenvolvimento (ADB), o Banco Africano de Desenvolvimento (ADF), o Banco Europeu de Investimento (BEI), o Fundo Verde do Clima (GCF), o Global Environment Facility (GEF), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e a U.S. International Development Finance Corporation (DFC) participarão da nova iniciativa.

Esse grupo de organizações internacionais e instituições financeiras de desenvolvimento também anunciaram a formação de uma força-tarefa que será liderada pelo BID e a DFC que ajudará a facilitar a missão do grupo. A força-tarefa planeja monitorar o progresso do grupo em direção à sua meta proposta de aumentar a eficácia, eficiência, exequibilidade, acessibilidade, disponibilidade e escalabilidade destes instrumentos financeiros, que utilizam característícas de ampliação do crédito nos níveis de mecanismo, produto e processo.

O CEO da DFC, Scott Nathan, disse: “A crise climática não pode ser abordada por nenhuma organização que opere isoladamente. Esta declaração conjunta e força-tarefa solidificam nosso compromisso de cooperar melhor no financiamento ligado à natureza. Precisamos trabalhar juntos, construindo a partir de modelos comprovados, para fornecer soluções concretas a este desafio”.

“O BID tem sido há muito tempo um pioneiro em finanças inovadoras. Ao fortalecer nossa colaboração com bancos multilaterais de desenvolvimento e outras partes interessadas, estamos tentando ampliar e melhorar o impacto do financiamento climático e da natureza”, disse o Presidente do BID, Ilan Goldfajn. "Estamos em um momento crítico em que finanças inovadoras serão cruciais para ajudar os países a acessar os recursos necessários”, acrescentou.

As oito instituições planejam colaborar para ampliar o financiamento ligado ao clima e à natureza melhorando o acesso a mecanismos que reduzam os riscos de crédito que os investidores enfrentam em instrumentos de dívida soberana. Estes incluem instrumentos de melhoria do crédito, que são soluções financeiras como garantias de crédito totais ou parciais, seguro de crédito e seguro de risco político (SRP).

O objetivo do financiamento ligado à sustentabilidade é criar incentivos para aumentar a escala e aprofundar o impacto do financiamento climático e da natureza pela definição de metas ambiciosas, criação de estratégias de implementação e monitoramento robustas, e fortalecimento dos mecanismos operacionais. O uso desses instrumentos pode ajudar a mobilizar os muito necessários recursos do setor privado. A colaboração procura aumentar o uso desses tipos de soluções financeiras e consolidá-las como uma fonte de financiamento relevante e acessível para governos soberanos e entidades do setor público de países em desenvolvimento.

A declaração conjunta se apoia no extenso trabalho do BID e da DFC no âmbito da conversão de dívida por conservação da natureza. Nos últimos 18 meses, a DFC forneceu quase US$ 2 bilhões em seguro de risco político (SRP) para apoiar transações de conversão de dívida por natureza. A DFC é um líder em SRP, uma ferramenta importante para aumentar a confiança dos investidores e mobilizar capital privado – um princípio central da missão da DFC – em mercados onde ele é mais necessário.

O BID também aumentou a sua quota de transações de dívida por natureza nos últimos 18 meses, aprovando US$ 585 milhões em garantias de crédito parciais que mobilizaram mais de US$ 700 milhões de outros parceiros e geraram aproximadamente US$ 500 milhões em poupanças para a conservação marinha.

Os elevados encargos da dívida e do serviço da dívida que os países em desenvolvimento enfrentam dificultam grandemente a sua capacidade de cumprir os seus compromissos globais em matéria de clima e natureza. Neste contexto, a colaboração para melhorar a eficácia do financiamento ligado à sustentabilidade ajudará os países em desenvolvimento a cumprir os objetivos climáticos e naturais. 

Sobre o BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Criado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e o Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisas de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação a clientes públicos e privados em toda a região.

Sobre a DFC

A U.S. International Development Finance Corporation (DFC) é a instituição de financiamento ao desenvolvimento do governo dos EUA. A DFC faz parcerias com o setor privado para financiar soluções para os desafios mais críticos enfrentados hoje pelo mundo em desenvolvimento. Investimos em diversos setores, entre eles energia, saúde, infraestrutura, agricultura, pequenas empresas e serviços financeiros. Os investimentos da DFC aderem a altos padrões e respeitam o meio ambiente, os direitos humanos e os direitos dos trabalhadores. 

Contato de Imprensa

Molina Medina,Vanessa Carolina

Molina Medina,Vanessa Carolina

Garcia,Geraldine

Garcia,Geraldine
Você também pode estar interessado em

Financial Markets

Working with the public sector to design funding solutions that mobilize private investments and ensure inclusive and sustainable development. As well as improve access to formal financial systems by groups including women-owned businesses, rural populations and micro, small and medium enterprises.

Leia mais
Jump back to top