Pular para o conteúdo principal
O consenso amadurece

A reunião dos chefes de 34 nações do Hemisfério Ocidental em abril em Santiago, Chile, recomendou ações no sentido do livre comércio, da redução da pobreza, da melhoria do ensino e da reforma judicial, entre outros temas. O mesmo fizeram os governadores do BID em sua reunião um mês antes em Cartagena, Colômbia.

Embora essas coincidências não pareçam extraordinárias hoje, até recentemente muitos encontros hemisféricos eram marcados por debates contenciosos a respeito de uma variedade de temas político-ideológicos divisivos. Muitas das questões mais litigiosas do passado foram hoje substituídas por uma cooperação amadurecida e fundada sobre interesses comuns.

A mensagem que saiu de Santiago foi claramente a de que os maiores benefícios do livre comércio irão para os países com pessoal mais bem preparado e instituições mais sólidas. "Nós todos sabemos que muitos dos nossos cidadãos não viram melhoras em suas vidas como resultado da participação na economia global", disse o Presidente dos Estados Unidos Bill Clinton.

Os temas da reunião do BID também foram a melhoria da educação, a redução da pobreza, maior eqüidade, um processo democrático mais vigoroso e a redução da violência. "É preciso um compromisso político resoluto...para nivelar as desigualdades sociais e buscar meios de proporcionar oportunidades iguais a todos os cidadãos", declarou o Presidente do BID Enrique V. Iglesias em Cartagena.

Os dois encontros tiveram mais em comum do que a retórica. Muitas das iniciativas contidas no plano de ação de 34 páginas da cúpula dependerão de financiamento e assessoria técnica do BID.

 

 

Jump back to top