Pular para o conteúdo principal
O Brasil vai receber US $16,45 milhões para apoiar a recolha e compilação de informações sobre florestas e clima

A subcomissão do Programa de Investimento Florestal (FIP, de acordo com a sua sigla em inglês), reunido em Washington, DC, aprovou uma contribuição de US $16,45 milhões para apoiar uma iniciativa para coletar e sistematizar informações sobre as florestas e o clima no Brasil. O objetivo do projeto é gerar e disseminar informações para apoiar as iniciativas de gestão dos sectores público e privado florestais destinadas a preservar e aumentar os estoques de carbono e dos recursos florestais na região do Cerrado brasileiro. 

O Cerrado é uma eco região de savana tropical no Brasil, que responde por 22 por cento do tamanho do país, com cerca de dois milhões de km2 , e inclui grandes áreas dos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins , Minas Gerais, Bahia, Maranhão, Piauí , São Paulo e Paraná. 

O Cerrado é caracterizado por altas concentrações de carbono e sua rica biodiversidade. No entanto, a área tem sido sujeito à ameaça representada pela expansão da agricultura extensiva, especialmente soja e produção de carvão. 

"A geração de informação padronizada e sistemática sobre as florestas representa um contributo essencial para os setores público e privado para tomar decisões cuidadosas sobre o uso sustentável dos recursos florestais em termos de clima, e como uma ferramenta para promover a prevenção do desmatamento e evitar a perda de estoques de carbono", disse Walter Vergara, chefe da Divisão de Mudança Climáticas e Sustentabilidade do BID. 

O projeto será composto de três componentes principais, incluindo a implementação do Inventário Florestal Nacional (IFN ) no Cerrado, a consolidação do Sistema de Informação Florestal Nacional e as atividades de monitoramento dos resultados do projeto. 

Este projeto é o primeiro a ser realizado como parte do Plano de Investimentos para o Brasil preparado pelo Governo brasileiro em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Jump back to top