Pular para o conteúdo principal

Estado do Rio Grande do Sul fortalecerá suas finanças públicas

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou um empréstimo de US$ 500 milhões para contribuir com a sustentabilidade fiscal do estado do Rio Grande do Sul.

O programa apoiará o Estado na redução das obrigações de pagamento estabelecidas por sentenças judiciais, ou precatórios, decorrentes da aplicação incorreta da legislação pelo Estado ou pelo uso de instrumentos e sistemas de gestão deficientes ou desatualizados. Geralmente, essas obrigações incluem o pagamento de multas ou indenizações pelo Estado por não ter cumprido os direitos trabalhistas de seus funcionários ou aposentados.

A operação está inserida no contexto das reformas que o Rio Grande do Sul implementou nos últimos anos e contribuirá para alcançar as metas do Programa do Regime de Recuperação Fiscal, acordado entre Estado e o Governo Federal.

O financiamento do BID, aprovado pela Diretoria Executiva do Banco, permitirá que o Estado pague essas obrigações com desconto, reduzindo o total que representam em seu balanço. Além disso, ajudará a reduzir seu custo financeiro e permitirá que o Estado cumpra suas obrigações perante seus cidadãos, contribuindo para o fortalecimento do pacto social. As economias geradas por este projeto fortalecerão a posição fiscal do Estado, liberando recursos para implementar políticas públicas e garantir a prestação de serviços.

O Rio Grande do Sul é o sexto estado mais populoso do Brasil. Historicamente, enfrentou desafios significativos em relação à sustentabilidade fiscal. Em 2021, o acúmulo de precatórios equivalia a R$ 15,2 bilhões, ou seja, 28,8% de sua receita corrente líquida anual, em cerca de 62.000 precatórios. No âmbito do projeto, o estado vai implantar ainda um portal de transparência para melhorar a prestação de contas aos cidadãos.

O projeto apoiará medidas de fortalecimento institucional para reduzir a incidência de novos precatórios no futuro. Para isso, fortalecerá a defesa judicial do Estado, com o uso de inteligência artificial e promoção do uso de meios alternativos de resolução de litígios, e melhorará os sistemas de folha de pagamento e aposentadoria para reduzir os erros no pagamento de salários e os riscos de não cumprimento dos direitos trabalhistas e previdenciários.

O empréstimo do BID de US$ 500 milhões para o Rio Grande do Sul será desembolsado com base no alcance de resultados, tem um prazo de amortização de 25 anos, um período de carência de 3 anos e uma taxa de juros com base na SOFR (Secured Overnight Financing Rate).

Sobre o BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento se dedica a melhorar vidas. Fundado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional na América Latina e no Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisa de ponta e fornece aconselhamento político, assistência técnica e treinamento para clientes dos setores público e privado em toda a região. Faça nosso tour virtual.

Contato de Imprensa

Molina Medina,Vanessa Carolina

Molina Medina,Vanessa Carolina

Borges De Padua Goulart Janaina

Borges De Padua Goulart Janaina
Você também pode estar interessado em

Fiscal Sustainability Support Program for the Estado do Rio Grande do Sul Pro-Sustainability RS: ABOUT IDB

Leia mais

Brazil and the IDB

Leia mais

Recaudando Bienestar

Leia mais
Jump back to top