Pular para o conteúdo principal

Estado do Pará no Brasil modernizará seu sistema educacional com apoio do BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou um empréstimo de US$ 100 milhões para melhorar o acesso à educação e a igualdade de oportunidades no Estado do Pará, no Brasil. Esta é a sexta operação individual sob uma linha de crédito condicional para projetos de investimento (CCLIP) no programa de modernização da despesa social (ProSocial) do Brasil. 

A operação, aprovada pela Diretoria Executiva do BID, é a segunda a apoiar o setor da educação no Estado do Pará. O projeto anterior ajudou o Pará a alcançar um aumento substancial de 17 pontos percentuais na taxa de jovens que concluem o ensino médio no tempo certo.

O Pará é parte da floresta amazônica e o segundo maior estado do Brasil, cobrindo 1.247.000 km2 com muitos rios e outras barreiras físicas. Isso torna o acesso à escola difícil. Em 2019, 4,2% da população do estado entre 4 e 17 anos não estava matriculada na escola. Os principais determinantes que afetam o acesso e a qualidade da educação são a cobertura limitada de escolas, a falta de infraestrutura física e digital apropriada, as práticas pedagógicas limitadas e a falta de políticas igualitárias para grupos vulneráveis, entre outros.

Este empréstimo financiará a construção de novas escolas, a renovação e expansão de 95 escolas existentes, a aquisição de nova mobília e de equipamentos para melhorar a conectividade e expandir o acesso. A operação beneficiará quase 600.000 estudantes matriculados nas escolas estaduais do Pará, mais de 15.000 professores e 882 diretores de escolas do sistema educacional estadual, que desenvolverão novas capacidades. A operação também apoiará a formulação e implementação de políticas voltadas a reduzir as defasagens de aprendizagem. As políticas incluirão programas de recuperação escolar, programas de ensino remoto em grande escala, campanhas informativas focadas na conclusão do ensino médio e licenças de software para recursos de aprendizagem digitais individualizados.

Para proporcionar educação culturalmente relevante para comunidades indígenas, quilombolas e ribeirinhas, a iniciativa expandirá programas educacionais para comunidades remotas e desenvolverá currículos e materiais institucionais pertinentes. Também financiará treinamento de professores, equipamento de estúdios audiovisuais para a criação de conteúdo de programas educacionais para comunidades remotas e equipamentos para salas de aula receberem o sinal dos estúdios. 

O projeto também fortalecerá a capacidade institucional da Secretaria de Estado da Educação para monitorar, avaliar e administrar processos em apoio às melhorias em todos os objetivos específicos.

O empréstimo do BID de US$ 100 milhões tem período de desembolso de 6 anos, período de carência de 7 anos, período de amortização de 23,5 anos e taxa de juros baseada na SOFR. O estado também investirá US$ 25 milhões como recursos de contrapartida.

Sobre o BID 

O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Estabelecido em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e do Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisa de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação a clientes do setor público e privado em toda a região. Acesse nosso tour virtual

Contato de Imprensa

Planes,Maria Soledad

Planes,Maria Soledad

Borges De Padua Goulart Janaina

Borges De Padua Goulart Janaina
Você também pode estar interessado em

Brazil and the IDB

Explore our office in Brazil and the work we do to improve lives.

Leia mais

Project Information

Program for the Expansion and Modernization of Infrastructure and Educational Offering for Guaranteeing the Right to Learn in the State of Pará (Education throughout Pará)

Leia mais
Jump back to top