Pular para o conteúdo principal
Empreendimentos digitais atraem financiamento

Vários projetos de investimento importantes que estenderão os benefícios da nascente infra-estrutura de informação da América Latina às populações em desvantagem foram anunciados durante a conferência Informática 2000.

O BID e a Worldtel. Ltd., companhia que estrutura e financia projetos de telecomunicação em mercados emergentes, disseram que trabalharão com a Rede Científica Peruana para desenvolver 1.000 centros de serviços de informação comunitários num projeto no valor de US$125 milhões.

A conferência também destacou anúncios dos patrocinadores financeiros da Iniciativa Informática 2000, os quais incluíam Microsoft Corp., Hewlett Packard Co., Oracle Corp., Sun Microsystems, Inc., Cisco Systems, Inc., Intel Corp., Lucent Technologies and AmeriSpace, subsidiária da WorldSpace, Inc. Essas empresas anunciaram a formação de um consórcio para desenvolver uma rede baseada em satélite para fornecer programação multimídia de baixo custo e correio eletrúnico a escolas selecionadas em cinco países latino-americanos, em cooperação com empresas e universidades locais.

A conferência, assistida por mais de 500 figuras de liderança do governo e da indústria da região, da Europa e do Japão, apresentou workshops sobre o impacto da revolução da informação na educação, agricultura, saúde, administração pública, no Estado e na sociedade civil. Os panelistas discutiram também os relatórios de dez grupos de estudo criados no começo do ano para estudar o papel da tecnologia de informação em setores específicos.

Com base nas recomendações dos grupos de estudo da conferência, o BID está preparando diversos projetos para financiamento, diz Warren Buhler, coordenador da Iniciativa Informática 2000. Os projetos, vários dos quais dirigidos à região como um todo, envolverão os setores público e privado com apoio de especialistas de todo o mundo.

Os relatórios dos grupos de estudo também estão sendo usados para formular um documento de estratégia do Banco que guiará os empréstimos e o apoio técnico do BID nessa área nos próximos anos.

Jump back to top