Pular para o conteúdo principal
Construções sustentáveis no Brasil: BID aprova primeira operação de garantia sob Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética

Mecanismo vai ajudar a superar obstáculos financeiros por meio de garantias de pequena escala que reduzem os custos das operações e consequentemente as emissões de gases de efeito estufa

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou a emissão de US$ 1,8 milhão em garantias no âmbito do Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética (EEGM) para apoiar a empresa brasileira de serviços de energia ESCO-APS Soluções na obtenção de financiamento para a implementação de três projetos de eficiência energética em um call center, um armazém e um grande centro comercial de varejo.

O EEGM é um mecanismo de US$ 25 milhões, formado pelo BID e o Global Environmental Facility (GEF) que busca atender às necessidades de financiamento do setor, atualmente carente em termos de eficiência energética, sobretudo junto a edifícios comerciais brasileiros. O EEGM é o primeiro fundo de garantia no mundo que cobre o risco de desempenho de eficiência energética quanto o risco de crédito dos mutuários.

As garantia sob este mecanismo são de até US$ 800 mil e atuam como minimizadores dos custos de transação. O mecanismo tem como enfoque projetos de eficiência energética que tenham potencial para atingir uma elevada redução de emissões de carbono e alto retorno financeiro, onde muitas vezes não há financiamento disponível. Todas as tecnologias validadas são consideradas, incluindo sistemas de avançados de iluminação e climatização, assim como o auto-abastecimento de co-geração e energia solar.

A eficiência energética é constantemente citada como a melhor "fonte" para satisfazer as necessidades de energia cada vez maiores dos países latino-americanos. Apresenta um poderoso impacto no desenvolvimento econômico, além de gerar elevados retornos financeiros, mas paradoxalmente ainda enfrenta muitos desafios.

"O EEGM é uma ferramenta inovadora que está ajudando a indústria de eficiência energética do Brasil a desenvolver e expandir novos modelos de negócios para a economia de energia", disse Patrick Doyle, Especialista Sênior em Mudança Climática do BID. “Nós estamos prontos para utilizar as garantias EEGM para estender nosso tenor, diminuir nossa taxa de juros e financiar projetos que de outra forma não seria possível financiar", disse Pedro José Guerra, Gerente de Relacionamento do Banco Indusval & Partners.

A equipe EEGM prevê a execução de muitos outros projetos no mercado de construção comercial no Brasil e está atualmente procurando oportunidades semelhantes. Patrick Doyle apresentará o mecanismo EEGM e seu funcionamento hoje, 30 de agosto, durante o Fórum Latino-Americano de Carbono, que está acontecendo no Rio de Janeiro. A entrada é gratuita.

Sobre o Departamento de Financiamento Estruturado e Corporativo do BID

O Departamento de Financiamento Estruturado e Corporativo (SCF) é responsável pelas operações sem garantia soberana do BID para projetos de grande escala, bem como para empresas de médio e grande porte e instituições financeiras. Nos últimos dois anos, o SCF emprestou mais de US$ 1 bilhão e alavancou mais de US$ 5 bilhões em investimentos voltados para questões climáticas.

Jump back to top