Pular para o conteúdo principal

BID Lab e Cubo Itaú lançam nova edição do "BID ao Cubo" para acelerar startups no Brasil

  • O programa selecionará 15 startups para um processo de aceleração que inclui treinamento, busca de parceiros e conexões. 


O laboratório de inovação do Banco Interamericano de Desenvolvimento, BID Lab, e o Cubo Itaú, o maior centro de empreendedorismo tecnológico da América Latina, estão lançando a terceira edição de seu programa para acelerar as startups. O "BID ao Cubo Norte e Nordeste" está focado em startups em fase de tração ou escala, cuja equipe fundadora vem desta região do Brasil e que tem soluções inovadoras e de tecnologia intensiva, com escalabilidade e impacto social e/ou econômico.  

Nesta nova chamada, o programa selecionará 15 startups que receberão treinamento por oito semanas em áreas como investimento, vendas e crescimento ou gestão de pessoal, entre outros tópicos, permitindo  estabelecer uma rede de conexões com startups ligados ao Cubo e ao BID Lab, bem como com outros ecossistemas relevantes concentrados em São Paulo, tais como centros tecnológicos, espaços de co-criação, investidores ou mentores. 

Como a diversidade é um fator chave para o "BID ao Cubo", os iniciantes fundados ou liderados por mulheres, empreendedores pretos, indígenas, LGBTQIA+ e/ou pessoas deficientes terão preferência no processo de seleção. 

Morgan Doyle, representante do BID no Brasil, destacou a importância das regiões Norte e Nordeste para o trabalho do Banco no país, bem como a atenção especial do programa às questões de gênero e diversidade, de acordo com a Visão 2025 do Grupo do BID para alcançar uma recuperação econômica mais inclusiva e sustentável na região. "Na última edição do programa, mais de 50% das startups participantes tinham mulheres como fundadoras e pudemos observar um aumento de quase 20% em relação à primeira chamada no número de inscrições de startups negras. Esses números refletem a diversidade dos ecossistemas locais e abrem novas oportunidades para os empresários. Algumas empresas registraram até mesmo um aumento de mais de 100% no faturamento após o programa", explica ele. 

Renata Zanuto, co-diretora da Cubo Itaú, ressalta que "no ano passado, contatamos 22 fundos de investimento e fizemos quatro acompanhamentos individualizados das startups que participaram do programa. A colaboração entre BID Lab e Cubo Itaú em "BID ao Cubo" facilita o estabelecimento de valiosas conexões que fomentam o desenvolvimento de soluções incríveis".  

Desde sua primeira edição em 2020, o "BID ao Cubo" acelerou 25 startups, alguns dos quais receberam investimentos significativos, como o Akintec, com sede em Pernambuco, que obteve financiamento do NuBank ou do programa Google for Startups, bem como o prêmio Escala Feminina. Iniciantes de conteúdo social como "Mete a Colher", dedicado ao combate à violência doméstica, e Afrosaúde, que conecta médicos negros com pacientes de todo o Brasil, participaram deste programa que busca fomentar um impacto positivo na região por meio da inovação, tecnologia e empreendedorismo. 

As startups interessadas em participar devem preencher sua solicitação entre 14 de março e 10 de abril de 2022, no seguinte link https://bidaocubo.cubo.network/norte-nordeste. Os resultados serão publicados no dia 6 de maio. O programa terá início em 11 de maio de 2022. 
 
Sobre a Cubo Itaú 
Lançado em setembro de 2015 pelo Itaú Unibanco em parceria com a Redpoint Eventures, o Cubo Itaú é o maior centro de fomento ao empreendedorismo tecnológico da América Latina e uma organização sem fins lucrativos para impulsionar as conexões e a criação de negócios entre grandes empresas e startups. Sediada em São Paulo, abriga mais de 400 startups curadas de diferentes segmentos de mercado através de suas plataformas físicas e digitais. Tem patrocinadores das maiores indústrias da economia, como Itaú Unibanco, Dasa, brMalls, Cogna, VLI, Schneider, Accenture Digital, AWS, CI&T, Corteva, Renault, GPA, Wilson Sons, Saint-Gobain, TIM, B3, BID Lab, L'Oreal Brasil, PSA, Salesforce e Vivest. E parceiros estratégicos como a Wayra Brasil. https://cubo.network/

Sobre o BID Lab 
O BID Lab é o laboratório de inovação do Grupo do Banco Interamericano de Desenvolvimento, principal fonte de financiamento do desenvolvimento e conhecimento focado em melhorar a vida na América Latina e no Caribe. O objetivo do BID Lab é impulsionar a inovação para a inclusão na região, mobilizando financiamento, conhecimento e conexões para testar soluções do setor privado em estágio inicial com o potencial de transformar a vida das populações tornadas vulneráveis pelas condições econômicas, sociais e ambientais. Desde 1993, o BID Lab aprovou mais de US$ 2 bilhões em projetos implantados em 26 países da América Latina e do Caribe. www.bidlab.org

Additional Contacts

Moraes Amorim,Luana

Moraes Amorim,Luana
Jump back to top