Pular para o conteúdo principal
BID faz doação de US$ 20 milhões ao Haiti para programa de garantias parciais de crédito

Uma doação de US$ 20 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento ajudará o Haiti a estabelecer um fundo de garantias parciais de crédito para facilitar a reestruturação de empréstimos a empresas afetadas pelo terremoto de 12 de janeiro.

O programa, que será executado pelo Fundo de Desenvolvimento Industrial do Banque de la République d’Haïti, possibilitará que bancos e cooperativas de crédito reestruturem empréstimos e ofereçam financiamento adicional a empresas viáveis que tenham sofrido danos ou perdas devido ao terremoto e enfrentem dificuldades para servir seus empréstimos atuais.

As estimativas de empréstimos prejudicados pelo terremoto chegam à casa das centenas de milhões de dólares. Ajudando a reestruturar esses empréstimos, o Banco Central haitiano evitaria que mais mutuários entrassem em processo de liquidação, reduziria as perdas de capital para os emprestadores e auxiliaria a recuperação econômica do país.

Dentro desse programa, os emprestadores comerciais solicitarão garantias parciais de crédito ao Fundo de Desenvolvimento Industrial para empréstimos reestruturados qualificáveis. O programa será centrado inicialmente em empréstimos de até US$ 1 milhão, a fim de facilitar a reestruturação do financiamento a pequenas e médias empresas.

O programa reflete a estratégia do BID de promover o investimento no setor privado e a criação de empregos no Haiti pela expansão do acesso ao crédito. Por meio de um programa lançado por seu Fundo Multilateral de Investimentos (FUMIN), o BID está aliviando instituições de microfinanças haitianas de carteiras de microcrédito prejudicadas pelo terremoto. A Corporação Interamericana de Investimentos (CII) do BID vem trabalhando em um novo fundo de financiamento social voltado para as PMEs.

O BID também está oferecendo ao Haiti dezenas de milhões de dólares em doações para reparar a infraestrutura básica, como a rede viária e o sistema de eletricidade, e reconstruir ou expandir parques industriais. Além disso, o BID vem assessorando o governo haitiano na melhoria das condições de negócios e colaborando com seus esforços para atrair investimentos estrangeiros para os setores de manufatura, agricultura e turismo.

Na preparação do programa de garantias parciais de crédito, o BID trabalhou em estreita cooperação com autoridades haitianas, do Banco Mundial e do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos. O Fundo para Reconstrução do Haiti está contribuindo com US$ 12,5 milhões para o programa e o Banco Mundial com US$ 2,5 milhões.

Jump back to top