Pular para o conteúdo principal
BID e USAID anunciam prêmios para soluções empreendedoras para beneficiar venezuelanos
  • Prêmios somam US$1,8 milhão e recursos serão utilizados para fomentar soluções inovadoras de apoio aos venezuelanos 

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) anunciam o resultado do Desafio BetterTogether/JuntosEsMejor. Com cerca de US$ 1,8 milhão em prêmios, a iniciativa vai ajudar a financiar soluções inovadoras voltadas para venezuelanos migrantes e suas comunidades anfitriãs.  

Os projetos premiados estão sendo desenvolvidos no Brasil, na Colômbia, no Peru, em Trinidad e Tobago e na Venezuela. O objetivo é aumentar o acesso a empregos, educação e serviços financeiros e combater a exploração e a xenofobia. 

Na Colômbia, Brasil e Peru, a startup social Migraflix vai escalar um programa inovador para fornecer aos refugiados venezuelanos e suas comunidades anfitriãs treinamento em competências técnicas e empresariais para criar empresas culinárias online e fornecer acesso a microcrédito, mentorias financeiras e conexões com mercados locais. 

No Peru, a agência de empregos Nanas y Amas usará uma plataforma online para conectar mulheres venezuelanas vulneráveis com oportunidades de empregos aprovados com remuneração justa.  

Em Trinidad e Tobago, a Democracy International lançará um programa inovador de mudança de comportamento para reduzir o assédio e a xenofobia que as mulheres venezuelanas enfrentam diariamente.  

Na Venezuela, uma organização local dimensionará uma plataforma híbrida online e presencial para apoiar jovens empreendedores de elevado potencial de origens vulneráveis. Um outro outorgado fornecerá acesso à Internet de alta velocidade para comunidades urbanas e permitirá que novos usuários tenham acesso a informações vitais para educação e serviços financeiros. 

O desafio BetterTogether/JuntosEsMejor é uma parceria entre a USAID e o BID para incentivar a colaboração coletiva, financiar e aumentar soluções inovadoras para apoiar venezuelanos e as generosas comunidades anfitriãs em toda a América Latina e Caribe.  

A Venezuela está passando por uma crise humanitária que levou mais de 5 milhões de pessoas a abandonarem seus lares e irem para países que podem não ter recursos suficientes para sua inclusão socioeconômica. Desde 2018, quase 900 mil venezuelanos cruzaram a fronteira para o Brasil1. Enquanto a maioria desses venezuelanos seguiu para outros países, mais de 250 mil permanecem no Brasil. 

Para mais informações, visite JuntosEsMejorVE.org. 

 

Contato de Imprensa

Borges De Padua Goulart Janaina

Borges De Padua Goulart Janaina
Additional Contacts

Lopez Gross,Juan Pablo Elias

Lopez Gross,Juan Pablo Elias
Jump back to top