Pular para o conteúdo principal
BID aprova empréstimo e linha de crédito de US$1 bilhão para o Brasil para programa de apoio a micro, pequenas e médias empresas

O Banco Interamericano de Desenvolvimento aprovou hoje empréstimo de US$1 bilhão como parte de uma linha de crédito de US$3 bilhões para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O programa visa apoiar a expansão, a integração e o acesso a financiamento para o setor brasileiro de micro, pequenas e médias empresas.

O programa, garantido pelo governo brasileiro, proporcionará financiamento de médio e longo prazos a projetos de investimento para tornar as firmas mais competitivas.

“As micro, pequenas e médias empresas representam 95% de todas as firmas e são responsáveis por 64% dos empregos do país”, disse o chefe da equipe de projeto do BID, Felipe Gómez-Acebo. “A força, a produtividade, o crescimento e o lucro do setor são fatores essenciais tanto para a economia como para o emprego no Brasil. Esse tipo de programa serve para aumentar a competitividade do setor e criar mais oportunidades de emprego.”

O BNDES canaliza uma grande parte das operações indiretas de empréstimo (para repasse) a empresas. As microempresas — que têm 19 empregados ou menos e vendas anuais brutas de até US$400.000 — e o setor formal de pequena e média empresas — composto de firmas que têm entre 20 e 499 empregados e vendas anuais brutas de até US$20 milhões — são fundamentais para a economia devido ao seu papel na modernização industrial e na reengenharia dos processos produtivos.

Desde 1995, o BID apoiou quatro programas bem-sucedidos de crédito multissetorial com o BNDES, num total de US$3,5 bilhões. O BNDES, única fonte significativa de financiamento de médio e longo prazos para intermediários financeiros, desempenha no Brasil um papel estratégico para aumentar o volume de crédito na economia.

O novo empréstimo acompanha a estratégia do BID acordada com as autoridades brasileiras no contexto do Plano Econômico 2004-2007 do país para alcançar crescimento sustentado e socialmente inclusivo.

O empréstimo do BID vence em 20 anos, tem um prazo de carência de quatro anos e taxa de juros variável. Os fundos locais de contrapartida totalizarão US$1 bilhão.

Jump back to top