Pular para o conteúdo principal
Argentina e BID assinam “Aide-Mémoire” para considerar a reformulação e o redirecionamento da carteira social destinada a apoiar plano social de emergência

FORTALEZA, Brasil – O Ministro da Economia da Argentina, Jorge Remes Lenicov, e o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Enrique V. Iglesias, assinaram hoje “aide-mémoire” no qual se comprometem a adotar os passos necessários para considerar a reformulação e o redirecionamento de desembolsos de até US$ 694 milhões em empréstimos já aprovados, para programas sociais prioritários. Esses desembolsos se dariam em um período de 30 meses.

“Sempre apoiamos a Argentina e continuaremos a fazê-lo, particularmente em situações de crise como a atual”, afirmou Iglesisas, que reiterou a disposição do Banco de buscar novas idéias e oferecer apoio financeiro para que o país vença a crise.

A Argentina e o Banco estão considerando a reformulação de cinco programas financiados com recursos do BID: 1) assistência a grupos vulneráveis; 2) bolsas de estudo para freqüência escolar; 3) medicamentos e assistência médica essenciais; 4) melhoria de bairros; e 5) sistema integrado de identificação, seleção, registro, monitoramento e avaliação de programas sociais.

Os financiamentos do BID dariam apoio ao Plano de Emergência Social lançado pelo Governo argentino para proteger investimentos destinados às camadas de menor renda da população mais afetadas pela atual crise econômica.

Os principais eixos de ação do plano governamental consistem na concessão de subsídios a chefes de família desempregados e no fornecimento de cestas básicas e medicamentos essenciais. A estratégia oficial tem como alvo as famílias carentes, priorizando aquelas com filhos menores – particularmente no que se refere à assistência médica e escolar a crianças e adolescentes -, bem como a capacitação de chefes de família.

O BID tem apoiado historicamente a Argentina, um de seus membros fundadores, tendo concedido ao país 242 empréstimos, no total de US$ 20.2 bilhões.

Jump back to top