Pular para o conteúdo principal
Seguro de saúde para os pobres

Um empréstimo de US$5,8 milhões para ajudar El Salvador a formar um consenso quanto ao novo enfoque do seguro de saúde é o primeiro concedido pelo BID em sua nova política de adoção de instrumentos flexíveis para concessão de empréstimos.

Graças ao novo esquema, o BID dispõe de um meio rápido de processamento e aprovação de empréstimos de até US$10 milhões destinados a operações pioneiras. Essas operações também podem se realizar dentro de um cronograma acelerado com duração máxima de 30 meses. O esquema, já aprovado pelo Banco em março último, destina-se a incentivar programas de reformas e facilitar a instalação de uma estrutura de aprendizagem e formação de pessoal qualificado em áreas prioritárias como preparação para programas de reformas de maior alcance.

O empréstimo ajudará o Instituto de Previdência Social de El Salvador a projetar, testar e avaliar métodos para desenvolver novas abordagens do seguro saúde e aperfeiçoar a gestão do processo de mudança institucional. O alvo é incorporar os pobres e carentes ao sistema de previdência social e aumentar a concentração de capital humano entre essas populações. Desse processo de formação do consenso participarão todos os grupos interessados, entre os quais os beneficiários, os empregadores, os trabalhadores e os sindicatos que representam os funcionários do Instituto de Previdência Social.

Será elaborado um plano-piloto para estender a cobertura básica de assistência médica aos que atuam no setor informal da economia. Estão em vista outros projetos para a contratação de serviços de atendimento ambulatorial e de aperfeiçoamento da gestão hospitalar.

Jump back to top