Pular para o conteúdo principal
BID e Estado do Paraná iniciam operação para modernização fiscal

Crédito de US$ 50 milhões contribuirá para maior sustentabilidade fiscal e melhor prestação de serviços

O representante do BID no Brasil, Morgan Doyle, e o governador do Paraná, Carlos Roberto Massa Júnior, assinaram hoje contrato de empréstimo de US$ 50 milhões para modernizar a gestão fiscal do Estado no âmbito da segunda etapa do programa Profisco. Os recursos serão investidos na melhoria da administração tributária e em ações de controle do gasto público e os órgãos beneficiários serão a Secretaria de Estado da Fazenda do Estado do Paraná, a Procuradoria Geral do Estado do Paraná e a Secretaria de Planejamento do Estado do Paraná.

O programa vai contribuir para aperfeiçoar os instrumentos de gestão, modernizar a infraestrutura tecnológica e aumentar a transparência da gestão fiscal com a sociedade, fortalecendo o desempenho institucional da Secretaria de Estado da Fazenda do Estado do Paraná.

Também se espera melhorar a eficiência da arrecadação tributária e receitas, simplificar o cumprimento e criar um sistema de gestão dos benefícios fiscais. O programa incluirá um sistema de “Cadastro Único” dos contribuintes com a integração dos dados do ICMS e do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, de produtores rurais e sua integração à REDESIM, entre outros.

Além disso, contribuirá com a administração financeira em termos de disciplina fiscal e do aumento da eficiência e efetividade do gasto público a partir de uma melhor gestão dos custos dos serviços públicos, da governança da gestão dos investimentos públicos, da dívida pública e do planejamento orçamentário orientado por resultados, além da implantação de um novo sistema de administração contábil e financeira (SIAFI).

O governador do Paraná, Carlos Roberto Massa Júnior, ressaltou que esses projetos de governança e gestão são fundamentais para o Estado. “Ainda mais com o apoio do BID, que é um parceiro de muitos anos do Paraná. A ideia é dar um salto qualitativo na gestão pública”, disse.

O representante do BID no Brasil, Morgan Doyle, celebra a continuidade do Profisco com o Estado. “Ficamos muito satisfeitos ao ver que a primeira etapa do programa, realizada há cinco anos, teve sua parcela de contribuição para a resiliência do Estado durante a pandemia. Agora com a segunda etapa, esperamos ajudar a consolidar os esforços de modernização fiscal, ajudando os cidadãos a receberem melhores serviços e de maneira mais simplificada”, disse.

PROFISCO

O Programa de Modernização Fiscal (PROFISCO II) é uma linha de crédito que está disponível aos Estados brasileiros que visa contribuir para a sustentabilidade fiscal por meio de investimentos na modernização da gestão fiscal. A linha foi aprovada em 2018 e financia capacitação, serviços de consultoria, reforma e modernização de unidades operacionais e de atendimento ao contribuinte, além de aquisição de equipamentos de informática, sistemas e materiais.

Contato de Imprensa

Borges De Padua Goulart Janaina

Borges De Padua Goulart Janaina
Additional Contacts

Mac Dowell Dourado De Azevedo,Maria Cris

Mac Dowell Dourado De Azevedo,Maria Cris
Jump back to top