Pular para o conteúdo principal
BID aprova empréstimo de US$1 bilhão para programa inovador de apoio a micro, pequenas e médias empresas no Brasil

O Banco Interamericano de Desenvolvimento anunciou hoje a aprovação de um empréstimo de US$1 bilhão ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para apoiar a expansão, integração e acesso a financiamento no setor de micro, pequenas e médias empresas no Brasil.

Este empréstimo é o segundo financiamento de US$1 bilhão aprovado no contexto de uma Linha de Crédito Condicional  (CCLIP) de US$3 bilhões para projetos de investimento lançada em 2004. A CCLIP permite ao BNDES usar recursos de três operações sucessivas de até US$1 bilhão cada uma num prazo de nove anos.

O empréstimo é garantido pelo governo brasileiro e proporcionará financiamento de médio e longo prazos para projetos de investimento e para capital de giro permanente para tornar as empresas mais competitivas. Em 2006, empréstimos em moeda local e outras inovações, como flexibilidade na determinação da tabela e dos termos de amortização e preços baseados no custo real do financiamento, foram autorizados para o programa CCLIP.

“Este projeto dá seguimento à colaboração do BID com o BNDES no apoio ao desenvolvimento e  à modernização de micro, pequenas e médias empresas mediante financiamento de médio e longo prazos”, disse o chefe da equipe do BID Felipe Gómez-Acebo. “Dá também ao BNDES a opção de endividar-se com o Banco diretamente em reais, permitindo-lhe lidar de modo mais eficiente com situações relacionadas com taxa de câmbio.”

“Este tipo de financiamento inovador permite que o país evite os riscos de contrair dívida em moeda estrangeira”, explicou Gómez-Acebo.

O BNDES canaliza uma grande parcela de operações de empréstimo indireto (repasse) para empresas. As microempresas – que têm 19 empregados ou menos e vendas brutas anuais de US$400.000 ou menos – e o setor formal de pequenas e médias empresas, composto de firmas que têm entre 20 e 499 empregados e vendas brutas anuais de menos de US$20 milhões, são cruciais para a economia devido ao seu papel na modernização industrial e reengenharia de processos de produção.

Desde 1995, o BID também apoiou com êxito quatro programas multissetoriais de crédito com o BNDES num total de US$3,5 bilhões. O BNDES, a única fonte significativa de financiamento de médio e longo prazos para intermediários financeiros, desempenha um papel estratégico no Brasil para incrementar a oferta de crédito na economia.

O empréstimo tem prazo de vencimento de 20 anos com um período de carência de quatro anos e acompanha a estratégia do BID acordada com as autoridades brasileiras no quadro do Plano Econômico 2004-2007 com vistas a alcançar um crescimento sustentável com inclusão social. Os fundos locais de contrapartida totalizam US$1 bilhão.

Jump back to top