About-us

Sobre o BID

Biografias

Marlon Tábora Muñoz

Assessor Executivo no Escritório do Presidente e Secretário do Banco

Marlon Tábora Muñoz, cidadão hondurenho, foi nomeado Secretário do Banco em 1º de agosto de 2021, Assessor Executivo no Escritório do Presidente em 1º de outubro de 2020 e Secretário do Banco, a.i., de 1º de abril de 2021 a 31 de julho de 2021. Ele atuou como VPF interino até 31 de dezembro de 2020. O Sr. Tábora Muñoz é um talentoso funcionário público, diplomata e executivo. Antes de ingressar no Banco Interamericano de Desenvolvimento, foi Assessor Sênior para a América Central na Diretoria do Fundo Monetário Internacional (FMI) e de 2017 a 2019 foi Embaixador de Honduras nos Estados Unidos.

Sua carreira abrange igualmente os setores público e privado. Antes de se tornar Embaixador, o Sr. Tábora em 2015-2017 atuou como Diretor Executivo para a América Central e Belize no BID, onde presidiu o Comitê de Programação e copresidiu o Comitê de Orçamento e Políticas Financeiras. Além disso, foi Governador e Presidente do Banco Central de Honduras e presidiu o Gabinete Econômico em seu país por três vezes. Durante seu mandato no Banco Central de Honduras, o Sr. Tábora foi Presidente do Conselho Monetário da América Central e representou seu país nas Assembleias de Governadores do FMI, BID, Banco Mundial e CABEI. Em 2010, após um período como Chefe de Gabinete e Vice-Ministro da Presidência, o Sr. Tábora chegou a Washington para atuar como representante de Honduras no BID até o fim de 2013.

Como Chefe do Gabinete Econômico, o Sr. Tábora negociou e liderou a implementação dos dois últimos acordos de stand-by entre Honduras e o Fundo Monetário Internacional (FMI), liderando da reforma do setor de energia, bem como a reforma do setor de telecomunicações quando foi Presidente da Comissão Nacional de Telecomunicações (CONATEL) em 2002-2004. Seus méritos incluem ser considerado como uma das “100 pessoas mais influentes da América Central em 2014" pela revista "Estrategia y Negocios" e incluído entre as "25 pessoas mais influentes da América Central" pela revista "Forbes" em 2015 e pela revista “América Economía” em 2016.

O Sr. Tábora tem diploma em Engenharia Mecânica da Universidade Nacional Autônoma de Honduras, mestrado em Relações Internacionais da Universidade Tecnológica Centro-Americana (UNITEC) e PhD em Administração de Empresas da Universidade Católica de Honduras. O Sr. Tábora também tem mestrado em Gestão de Políticas Públicas da McCourt School of Public Policy na Universidade de Georgetown, mestrado com mérito em Administração Pública com foco em Economia Política e Ciência Política da London School of Economics and Political Science e diploma de pós-graduação em Estratégia Financeira com distinção (primeiro da turma) da Said Business School na Universidade de Oxford. Tem diplomas em Desenvolvimento Econômico, Políticas Públicas e Liderança Pública da John F. Kennedy School of Government na Universidade Harvard e é ex-aluno do Programa Avançado de Gestão (AMP) da Harvard Business School, Programa Executivo Stanford (SEP) da Stanford Graduate Business School e Programa Avançado de Finanças da Wharton School na Universidade da Pensilvânia.