News banner image

Notícias

Governos subnacionais do Brasil, Colômbia e México são vencedores do Prêmio Governarte com iniciativas que promovem a igualdade de gênero

Iniciativas que fazem avançar a agenda da igualdade de gênero dos governos de Minas Gerais, Espírito Santo, Cidade do México e Medellín venceram a edição 2016 do Concurso Governarte – Prêmio Eduardo Campos, organizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Os governos estaduais de Minas Gerais e do Espírito Santo, ambos do Brasil, foram selecionados os vencedores da categoria “Prevenção e combate à violência contra as mulheres”. Cidade do México e Medellín (Colômbia) foram premiadas na categoria “Liderança e participação cidadã da mulher”.

Nesta edição do concurso um total de 87 iniciativas foram inscritas em ambas as categorias de gênero, inscritas por governos subnacionais de 13 países da região. Um painel de especialistas independentes com reconhecimento internacional avaliou e selecionou as iniciativas com base em critérios de impacto, sustentabilidade, inovação e replicabilidade.

O concurso Governarte busca identificar, premiar e documentar as iniciativas mais inovadoras implementadas em distintas áreas da gestão pública de nível subnacional, com o objetivo de difundir boas práticas e promover a cooperação entre os governos da América Latina e do Caribe.

As quatro iniciativas vencedoras foram:

Prevenção e controle da violência contra as mulheres

  • Em Prol da Família e da Vida (Minas Gerais, Brasil):um modelo de atenção à violência contra as mulheres organizado sob o protocolo de ação denominado “Cinco Respostas”, que articula o trabalho de distintos atores públicos. Em sua primeira fase, foram realizadas mais de 3500 intervenções em ambientes familiares conflitivos.
     
  • Programa de Combate à Violência Doméstica contra as Mulheres (Espírito Santo, Brasil): um conjunto de ações estruturadas para reduzir o número de mulheres em situação de violência, como por exemplo a criação de novas unidades de combate a violência de gênero em órgãos do governo. Se alcançou uma redução de 21,4% da taxa de homicídios contra mulheres em todo o Estado do Espírito Santo.

Liderança e participação cidadã da mulher

  • Programa de Melhoria da Vizinhança e da Comunidade (Cidade do México): o programa permite que cidadãos estabeleçam propostas para a recuperação e melhoria de espaços públicos com uma perspectiva de gênero que fomenta a participação de mulheres. 60% das proposições de projetos são realizadas por mulheres com uma idade média de 43 anos.
     
  • Modelo de Capacitação para a Liderança Social e Política de Mulheres (Medellín): um modelo de capacitação que busca desenvolver conhecimentos, habilidades e aptidões orientadas a potencializar as capacidades de desenvolvimento individual e coletivo de mulheres para incidir em sua participação social e política. 66% das mulheres participantes se envolveram em alguma ação relacionada à defesa de seus direitos.

A cerimônia de premiação dos governos vencedores destas categorias será realizada no primeiro quadrimestre de 2017. Contudo, em outubro passado foram premiadas as iniciativas vencedoras da categoria “Segurança no trânsito em ação” durante a conferência Habitat das Nações Unidas, na cidade de Quito (Equador), e as iniciativas premiadas foram apresentadas pelos governos municipais de Santiago (Chile) e Belo Horizonte (Brasil).

Para maiores informações sobre as iniciativas vencedoras, acesse a página do concurso (www.iadb.org/gobernarte).

Sobre o BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Criado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e o Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisas de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação a clientes públicos e privados em toda a região.

Contato de imprensa