News banner image

Notícias

Corporação Interamericana de Investimentos recebe o Canadá como mais novo membro

O 45º membro da CII passa a integrá-la oficialmente hoje

COSTA DO SAUÍPE, Brasil — A Corporação Interamericana de Investimentos (CII) tem o prazer de dar as boas-vindas ao Canadá como o seu mais novo membro. A declaração oficial do ingresso na Corporação foi publicada hoje durante a Reunião Anual das Assembleias de Governadores do BID e da CII, neste ano organizada no estado brasileiro da Bahia. Com isso, conclui-se o processo tão aguardado de admissão do 45º país membro da CII.

Carl Muñana, Gerente Geral da CII, observou que “embora o Canadá não seja novo no Grupo BID, o seu ingresso na CII reforça o seu compromisso com o desenvolvimento por meio do setor privado na América Latina e no Caribe”. Além disso, ressaltou: “Opasso que o Canadá deu hoje muito nos anima, e o vemos como um voto de confiança no tipo de trabalho de impacto a que nos dedicamos. Por isso, é com grande entusiasmo que esperamos manter uma estreita colaboração com o Canadá à medida que, juntos, damos seguimento ao nosso trabalho na região.”

A cerimônia foi oferecida pelo Presidente da Diretoria Executiva da CII, Luis Alberto Moreno, e pelo Gerente Geral da CII, Carl Muñana. Rob Stewart, Governador Suplente pelo Canadá e Vice-Ministro Adjunto de Finanças e Comércio Internacional do Ministério das Finanças representou o Canadá e declarou: “O Canadá tem o prazer de oficializar o seu ingresso como membro da CII. Estamos cientes de que o setor privado é a força motriz que impulsiona o crescimento econômico e é essencial para alcançar resultados expressivos em termos de desenvolvimento que ajudam a retirar as pessoas da pobreza e inseri-las em uma trajetória de prosperidade.”

O representante canadense também destacou: “Como mais de 80% das empresas da América Latina e do Caribe são de pequeno e médio porte, apoiá-las por intermédio da CII é um importante elemento da estratégia canadense de crescimento econômico sustentável. Temos o prazer de participar da criação das condições para o crescimento vigoroso e sustentável liderado pelo setor privado. Ser membro da CII nos ajudará a promover os objetivos da estratégia do Canadá de envolvimento com as Américas, por meio da qual buscamos aumentar as oportunidades econômicas em benefício mútuo, inclusive na forma de parcerias público-privadas.”

O Canadá e o Grupo BID

O Canadá já era membro do Grupo BID e tem apoiado de forma resoluta os investimentos na América Latina e no Caribe. Desde 2010, já contribuiu cerca de 300 milhões de dólares canadenses para fundos temáticos do BID que se ocupam de temas como mudança climática, comércio internacional, infraestrutura, prevenção de desastres, gênero e diversidade. O Canadá está empenhado em promover o desenvolvimento econômico sustentável por meio do setor privado. Em 2012, criou o Fundo Climático Canadense para o Setor Privado das Américas (C2F), ao qual a CII tem acesso, e canalizou US$250 milhões para estimular o investimento no setor privado voltado para a adaptação à mudança climática e a mitigação dos seus efeitos na América Latina e no Caribe. O Canadá também cumpre um papel importante na reconstrução e desenvolvimento do Haiti após o terremoto de 2010 por meio de alívio da dívida e contribuição para a reforma da educação e a infraestrutura naquele país. Além disso, recentemente fez uma contribuição de US$10 milhões para o Fundo Fiduciário para a Transparência, a fim de promover o acesso à informação e a transparência, sobretudo no setor extrativo, e ajudar a melhorar o clima para o comércio e o investimento.

Sobre a CII

A CII, instituição membro do Grupo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), promove o desenvolvimento do setor privado na América Latina e no Caribe, com atenção especial às pequenas e médias empresas (PMEs). Ajudamos as empresas a racionalizar os seus processos de gestão e oferecemos a elas financiamento na forma de investimentos de capital, empréstimos e garantias, além de assistência técnica, serviços de assessoria e produtos de conhecimento inovadores. Em 2012, a CII aprovou mais de 70 operações, em um total de US$400 milhões. Desde a sua criação, em 1989, a CII já aprovou aproximadamente 800empréstimos diretos a PMEs e intermediários financeiros, perfazendo um total de US$4,8 bilhões. Além disso, a CII já mobilizou US$2,8 bilhões por meio de operações de cofinanciamento e acordos de sindicalização.