News banner image

Notícias

Santa Catarina melhorará a produtividade e a confiabilidade do fornecimento de eletricidade com apoio do BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou um empréstimo de investimento para obras múltiplas no valor de US$ 276,05 milhões para a Centrais Elétricas de Santa Catarina–Distribuição S.A. (CELESC-D), concessionária de distribuição de energia elétrica do Estado de Santa Catarina. O objetivo do programa é ajudar a aumentar a produtividade em todo o estado por meio de um fornecimento de energia elétrica mais confiável e com mais qualidade.

O programa beneficiará 2,8 milhões de consumidores na área de concessão de 6,5 milhões de habitantes atendida pela CELESC-D, incluindo o setor industrial, responsável por 41% da demanda da CELESC-D. Espera-se que sua implementação aumente a capacidade da concessionária de atender a demanda projetada para 2022 (28.270 GWh), reduzindo o número de subestações sobrecarregadas e melhorando os indicadores de continuidade no serviço até os limites regulatórios estabelecidos em seu contrato de concessão. Também se espera uma redução de perdas elétricas, aumentando assim a sua produtividade.

Tratado como prioridade para a CELESC-D, o programa representa 60% dos investimentos planejados para os próximos cinco anos. A instalação de novas linhas de distribuição, subestações e linhas de alimentação é essencial para atender o aumento na demanda de eletricidade no estado e espera-se que essa nova infraestrutura ajude a reduzir a frequência e duração de cortes de energia proporcionando rotas adicionais de fornecimento no caso de cortes, aumentando, assim, a confiabilidade do serviço.

O empréstimo também apoiará a expansão e melhoria da rede de distribuição pela instalação de novas linhas, subestações, equipamentos e linhas de alimentação, expansão da rede de baixa voltagem, substituição e instalação de novos medidores para se adequar ao crescimento da demanda e melhora dos indicadores de qualidade. O programa também prevê melhorias nos sistemas de gestão de informações da concessionária e o desenvolvimento de uma estratégia de promoção de gênero, incluindo uma atualização do programa Jovem Aprendiz, implementado pela empresa. A partir do programa também será possível incorporar novos clientes à área de concessão, melhorando, ao mesmo tempo, os indicadores de continuidade do serviço para cumprir os limites regulatórios estabelecidos em seu contrato de concessão.

O empréstimo de investimento de US$ 276.051.000 tem prazo de 25 anos, incluindo um período de carência de 5,5 anos, com taxa de juros baseada na LIBOR, e é financiado por meio do Capital Ordinário do BID. As obrigações financeiras do mutuário terão a garantia soberana da União, além da garantia do Estado de Santa Catarina para as obrigações de desempenho do emprestador, que incluem a obrigação de oferecer recursos de contrapartida local. O programa determina que a CELESC-D oferecerá uma contribuição de contrapartida de US$ 101.230.000.

Sobre o BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento dedica-se a melhorar vidas. Estabelecido em 1959, o BID é a principal fonte de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e do Carine. O BID também realiza pesquisas de vanguarda e oferece assessoria de políticas, assistência técnica e capacitação para clientes do setor público e privado em toda a região.