News banner image

Notícias

Programa Primeira Infância Melhor é estratégia pioneira de atenção à primeira infância

Estudo de caso detalha os caminhos e resultados alcançados pela política pública e sua influência na cultura do investimento na primeira infância na América Latina

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em parceria com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, por meio do Programa Primeira Infância Melhor e com a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, lançam o estudo de caso Primeira Infância Melhor - Transformando a atenção aos primeiros anos de vida na América Latina: desafios e conquistas de uma política pública no sul do Brasil, que descreve o pioneirismo e a trajetória do programa, assim como sua estrutura, funcionamento e metodologia de ação transversal de promoção do desenvolvimento integral durante os primeiros anos de vida.

Nascido em meio às discussões sobre a ampliação da necessidade de políticas públicas voltadas para a primeira infância, o programa se destaca por fortalecer as competências familiares e a promover o desenvolvimento integral desde a gestação até os primeiros seis anos de vida, por meio da visitação domiciliar. Com base nos princípios da intersetorialidade, o programa reúne família, comunidade e diferentes setores da gestão pública em uma estratégia que repercute em resultados significativos sobre o desenvolvimento da gestante, da criança e sua família em situação de maior risco e vulnerabilidade social.

A iniciativa surgiu como resposta às demandas por ações de atenção à primeira infância em uma época em que políticas públicas específicas ainda estavam em discussão ou em fase inicial de desenvolvimento. Construído com base em programas semelhantes como o implementado em Cuba, Educa a tu Hijo, o PIM sobreviveu às mudanças de gestão ao longo dos anos serviu como base para a elaboração de políticas similares em outros estados brasileiros e países da região.

O atual programa do Governo Federal, o Criança Feliz, foi inspirado na metodologia do Primeira Infância Melhor e tem como base a visitação domiciliar e o fortalecimento das famílias como estratégia para o desenvolvimento cognitivo, emocional e pessoal da criança.

Nesta publicação são apresentadas as diferentes formas de atendimento respeitando as particularidades de cada beneficiário, a importância da qualidade, o papel da intersetorialidade para a melhoria do atendimento integral e a importância de se manter critérios rigorosos de avaliação dos impactos do programa.

O documento, que em breve estará disponível também em inglês e espanhol, funciona como um guia para gestores públicos, pesquisadores, profissionais de educação do Brasil e de outros países, interessados em debater indicadores e políticas relevantes para a melhoria dos indicadores de desenvolvimento durante esta fase da vida.

Para baixar a publicação, acesse aqui.

Sobre o BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Fundado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e do Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisa de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação para clientes públicos e privados em toda a região.