News banner image

Notícias

BID promove negócios socialmente inclusivos na América Latina

Inauguração de conferência sobre o mercado da base da pirâmide em Medellín

MEDELLÍN, Colômbia – Os 400 milhões de habitantes de baixa renda que compõem a maioria da população da América Latina e do Caribe têm um poder de compra coletivo de US$ 500 bilhões por ano, disse hoje o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno, em uma conferência sobre o mercado da base da pirâmide realizada na cidade colombiana.

Em seu pronunciamento na abertura do II Fórum BASE Internacional, Moreno conclamou empresas do setor privado a apoiar o desenvolvimento desse mercado, que compreende dois terços da população da região.

"Graças ao bom desempenho de nossas economias em anos recentes, muitas das pessoas na base da pirâmide ultrapassaram a linha de pobreza”, disse ele. “No entanto, ainda enfrentam sérios problemas para satisfazer suas necessidades básicas e suas aspirações a uma vida melhor.”

Em 2007, o BID lançou a iniciativa Oportunidades para a Maioria para buscar soluções inovadoras para esses desafios. Desde então, trabalhando com parceiros dos setores privado, público e social, o Banco financiou 45 projetos em um total de US$ 250 milhões, que alavancaram mais US$ 1 bilhão em investimentos.

Esses projetos usaram modelos de negócios socialmente inclusivos para gerar cerca de 41.000 empregos, estender o acesso ao crédito para mais de 220.000 microempresários e proporcionar renda adicional a aproximadamente 1,5 milhão de pessoas em áreas rurais.

Mais de 1.300 participantes inscreveram-se para o II Fórum BASE. Ao longo da semana, mais de 90 palestrantes abordarão temas como a participação de empresas privadas no mercado da base da pirâmide, soluções financeiras alternativas e modelos de negócios emergentes.

Durante o evento, o BID anunciou um financiamento de até US$ 6 milhões para apoiar um programa de arrendamento residencial a ser executado pela Comfama, uma empresa social colombiana. Sob esse programa, famílias de baixa renda poderão comprar casas sem fazer pagamentos de entrada ou obter um empréstimo imobiliário, dois obstáculos que costumam limitar o acesso a moradia digna. A fase piloto do programa beneficiará cerca de 1.400 famílias.

Sobre a iniciativa Oportunidades para a Maioria

A iniciativa Oportunidades para a Maioria promove e financia modelos de negócios sustentáveis baseados em princípios de mercado, que associam empresas, governos locais e comunidades no desenvolvimento e fornecimento de produtos e serviços de qualidade para pessoas na base da pirâmide socioeconômica da América Latina e do Caribe.