News banner image

Notícias

Loma Negra, da Argentina, obtém US$ 125 milhões em financiamento liderado Pelo BID

A Loma Negra, o principal produtor de cimento da Argentina, receberá até US$ 125 milhões em financiamento de médio prazo em uma operação liderada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento para apoiar o programa de investimento de capital da empresa.

 

O BID aprovou um instrumento A/B de US$ 100 milhões no ano passado para a Loma Negra, que é propriedade do conglomerado brasileiro Camargo Correa. Devido a um consórcio bem-sucedido e a uma subscrição acima do esperado do empréstimo B, o financiamento foi aumentado em US$ 25 milhões.

 

A operação foi estruturada em um empréstimo A de US$ 20 milhões do BID com prazo de oito anos e um empréstimo B de US$ 105 milhões e prazo de cinco anos que foi consorciado entre Santander, Standard Bank, Itaú, HSBC, BBVA e BNP.

 

“Esse instrumento expandido oferecerá à Loma Negra prazos mais longos do que os atualmente disponíveis no mercado financeiro argentino. Isso reflete tanto a força da corporação proprietária como a crescente receptividade do mercado de crédito”, disse Jozef Henriquez, chefe da unidade de operações consorciadas do Departamento de Financiamento Estruturado e Corporativo do BID.

 

A Loma Negra já deu início à expansão e modernização de unidades de produção essenciais. Esses investimentos ampliarão sua capacidade instalada total de produção em cerca de 20%. A empresa também planeja instalar filtros de gás e partículas de última geração em suas fábricas e depósitos fechados para reduzir as emissões de partículas durante o transporte e armazenamento dos materiais. Além disso, modernizará suas instalações de manejo de combustível e limpará e restaurará pedreiras de calcário abandonadas.

 

O BID é a principal fonte de financiamento de longo prazo para projetos de desenvolvimento econômico e social na América Latina e Caribe. Seu Departamento de Financiamento Estruturado e Corporativo é responsável por operações sem garantia soberana, que incluem empréstimos e garantias parciais de crédito para mutuários dos setores público e privado.