Notícias

BID e TCU apoiam a contratação de inovação em órgãos públicos

Edital tem inscrições abertas até o dia 24 de agosto.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Tribunal de Contas da União (TCU) lançam o primeiro chamamento público para projetos de órgãos ou entidades da administração pública que demandem a contratação de soluções inovadoras. O objetivo é selecionar um projeto que envolva recursos públicos federais para ser acompanhado pelo Laboratório de Inovação e Coparticipação do TCU (coLAB-i) e pelo BID.

O trabalho envolve desde a aplicação de ferramentas de Design Thinking e métodos ágeis na validação do desafio público, do escopo do projeto e da definição do instrumento de contratação, até a criação de fóruns virtuais para a análise conjunta do projeto e do instrumento de contratação. O período de inscrições fica aberto até o dia 24 de agosto, basta preencher este formulário eletrônico.  

Os detalhes da chamada foram apresentandos durante o webinar “Inovação na Contratação Pública: como conseguir apoio do TCU e do BID?”.   

A especialista líder em Ciência, Tecnologia e Inovação do BID, Vanderleia Radaelli considera fundamental vencer os obstáculos da contratação de soluções inovadoras na esfera pública como forma de impulsionar o ecossistema de startups e de inovação no Brasil. “Mais do que aplicar ferramentas de design thinking e métodos ágeis, queremos consolidar os conhecimentos teóricos e práticos que podem orientar a  administração pública em processos de contratação semelhantes”, afirma. Neste sentido, ela destaca a importância da parceria com o TCU e também avalia como positivos os aprendizados que virão do chamamento.  

Relatório publicado este ano pelo BID, aponta 10 recomendações para consolidar a rede de empreendedorismo no Brasil e o potencial de crescimento do setor. O estudo mostra como o ecossistema de startups pode contribuir para trazer dinamismo e eficiência à produtividade dos setores industriais e gerar mais oportunidades de emprego, fator essencial para recuperação econômica no pós-pandemia. “No BID, a inovação é um dos pilares de nossa atuação porque acreditamos no seu potencial transformador. Por isso, queremos alavancar a adoção de soluções inovadoras na administração pública brasileira, em especial, naquelas que sejam replicáveis, abertas e que ampliem o acesso a serviços públicos de qualidade”, ressalta o representante do BID no Brasil, Morgan Doyle.  

 

Sobre o BID 

O Banco Interamericano de Desenvolvimento dedica-se a melhorar vidas. Estabelecido em 1959, o BID é a principal fonte de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e do Caribe. O BID também realiza pesquisas de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação para clientes do setor público e privado em toda a região.