Notícias

BID aprova US$ 1,65 bilhão adicional em empréstimos para 2021 para a região
  • Recursos destinados a programas na Argentina, Brasil, Equador, Haiti, Honduras e Uruguai vão promover impulso econômico, fiscal e social

  • BID anunciará o valor total dos empréstimos e operações para 2021 em 17 de dezembro.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou ontem oito operações em um total de US$ 1,65 bilhão para Argentina, Brasil, Equador, Haiti, Honduras e Uruguai. Esses empréstimos adicionais e novos recursos ajudarão os governos a fortalecer suas finanças públicas, reativar a economia e melhorar os serviços de saúde, água, saneamento e transporte. Os fundos também contribuirão para melhorar a resiliência a desastres naturais, segurança alimentar, ambiente de negócios e conectividade em áreas rurais, entre outros objetivos.

Operações e montantes aprovados por país:

Argentina: O BID aprovou dois empréstimos para a Argentina em um total de US$ 500 milhões. O primeiro é um crédito de US$ 300 milhões para melhorar o acesso a serviços públicos de saúde na Província de Buenos Aires. O projeto integrará os serviços públicos de saúde de primeiro, segundo e terceiro nível de atenção em uma rede de serviços voltados a proporcionar atendimento a pessoas que dependem exclusivamente da cobertura pública. A iniciativa também visa ampliar a capacidade de serviços de prevenção, detecção e tratamento relacionados à COVID-19.

O segundo empréstimo, no montante de US$ 200 milhões, melhorará a rede viária na Província de Buenos Aires. Também otimizará a qualidade de serviço da infraestrutura viária, melhorará a segurança e fortalecerá a capacidade de gestão das agências públicas em questões de segurança viária.

Brasil: Um empréstimo de US$ 80 milhões melhorará a cobertura de água potável e saneamento na cidade de Manaus. Os recursos também financiarão projetos de urbanização, transformação digital e iniciativas de inclusão de gênero e diversidade. Cerca de 35 mil pessoas serão beneficiadas pela melhora das condições ambientais, sanitárias e de resiliência climática.

Equador: Um programa estruturado como uma garantia de US$ 400 milhões em apoio a reformas de políticas estimulará a recuperação econômica sustentável e inclusiva no país. O programa ajudará a fortalecer o marco institucional e regulatório para melhorar o ambiente de negócios, promover o comércio internacional e aumentar a estabilidade financeira e o acesso a financiamento.

Haiti: Um financiamento não reembolsável de US$ 60 milhões melhorará a segurança alimentar para famílias rurais no Haiti, incluindo agricultores, pescadores e comerciantes de frutos do mar, por meio do aumento da produtividade e da conexão com os mercados. O projeto inclui US$ 18,3 milhões em cofinanciamento do Programa Global de Agricultura e Segurança Alimentar.

Honduras: Um crédito contingente de US$ 400 milhões ajudará Honduras a enfrentar desastres naturais e de saúde pública. O financiamento contribuirá para amenizar o impacto que desastres naturais e emergências de saúde pública graves ou catastróficas podem ter sobre as finanças públicas do país. Essa operação foi aprovada no âmbito da Linha de Crédito Contingente para Emergências de Desastres Naturais e de Saúde Pública (CCF) do BID, um instrumento inovador para proporcionar maior resiliência financeira para os países. A CCF também contribui para o financiamento climático do Banco para a América Latina e o Caribe.

Uruguai: O BID aprovou dois empréstimos para o Uruguai totalizando US$ 210 milhões. O primeiro, um crédito de US$ 145 milhões, apoiará a recuperação econômica e fiscal pós-pandemia. Os fundos ajudarão a fortalecer os efeitos anticíclicos da política fiscal introduzindo medidas temporárias para proteger a renda de famílias vulneráveis e aumentar a liquidez para micro, pequenas e médias empresas.

O segundo empréstimo, no valor de US$ 65 milhões, será usado para recuperar vários trechos de estradas em todo o país. Essas melhorias na infraestrutura de transporte serão fundamentais para aumentar a competitividade dos setores florestal e agroindustrial

 

Sobre o BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Criado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e o Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisas de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação a clientes públicos e privados em toda a região. Acesse nosso tour virtual.