News banner image

Notícias

FUMIN + BID + CAF Convocam para presentação de propostas Programa Tecnologias para a Inclusão Financeira

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Fundo Multilateral de Investimentos (FOMIN) e a Corporação Andina de Fomento (CAF) estão buscando propostas de projetos que tenham a meta de melhorar o acesso da população de baixa renda a serviços financeiros através da aplicação de soluções tecnológicas inovadoras na América Latina e no Caribe.

As organizações anunciaram o lançamento do Programa de Tecnologias para a Inclusão Financeira e convocaram empresas privadas, fornecedores de serviços de tecnologia, ONGs, cooperativas, associações, firmas financeiras, bancos, fundações ou outras entidades a enviarem suas propostas.

Tecnologias para a Inclusão Financeira é uma ferramenta inovadora, que enfatiza a colaboração e a geração de conhecimento entre as instituições participantes para, em um esforço conjunto, gerar uma base de conhecimento acessível sobre as melhores práticas e lições aprendidas sobre o uso da tecnologia no acesso aos serviços financeiros.

As propostas de projeto selecionadas receberão de US$ 25.000 a US$ 50.000 para a elaboração da estratégia, e até US$ 500.000 para sua execução, de acordo com a lógica apresentada para o projeto, sua relação custo-benefício e sua aprovação.

Entre os exemplos de idéias a serem consideradas estão o desenvolvimento, integração e implantação de soluções de tecnologia para:

  1. Prestar diversos serviços financeiros à população rural ou desatendida, através de agências não-bancárias ou de dispositivos móveis.
  2. Oferecer novos serviços financeiros como: poupança, pagamentos, sistemas de transferência de dinheiro, etc., e/ou expandir os serviços para clientes que não podem ser atendidos com a tecnologia existente.
  3. Desenvolver sistemas para o gerenciamento de informações para uma rede de entidades, de forma rentável, utilizando padrões abertos e estratégias que se baseiem na utilização de plataformas na Web, entre outros.
  4. Aumentar a eficiência e reduzir os custos, melhorar o desempenho financeiro e operacional.
  5. Estabelecer redes de banda larga locais para melhorar a conectividade das instituições de microfinanças ou outras instituições financeiras e redes de agências.
  6. Facilitar o acesso de uma instituição financeira aos requisitos regulamentares para operar através de sistemas de informação e tecnologia.
  7. Aumentar a inclusão financeira de pessoas com deficiência ou grupos socialmente discriminados (por exemplo, sistemas de reconhecimento de voz ou línguas indígenas).

As instituições interessadas devem acessar o site, registrar-se e enviar sua ideia a partir de 10 de Maio até o dia 14 de junho de 2010.

O programa Tecnologias para a Inclusão Financeira também poderá fornecer assistência técnica para as ideias que já estejam em etapas mais desenvolvidas, para a implantação de um projeto-piloto para testar uma tecnologia com a meta de gerar aprendizagem sobre questões relevantes para a região.

Todas as informações sobre o programa e seus organizadores, as datas importantes, as perguntas mais frequentes e as formas de participação se encontram disponíveis no site www.tec-in.org.

Para mais informações ou consultas, contate tec-in@iadb.org.