News banner image

Notícias

Presidente Moreno reafirma tolerância zero com atos de corrupção

Em 16 de fevereiro de 2006, um ex-funcionário do Banco Interamericano de Desenvolvimento se declarou culpado perante o Tribunal Federal dos Estados Unidos para o Distrito de Columbia das acusações que pesavam contra ele por fraude eletrônica envolvendo recursos do Banco, concordando em restituir integralmente esses recursos. A conduta ilícita em questão tinha sido descoberta pelo Banco e encaminhada às autoridades dos Estados Unidos. A sentença será lida em 25 de abril de 2006.

O Presidente do Banco, Luis Alberto Moreno, reafirma seu compromisso com o princípio de tolerância zero com relação a qualquer ato de corrupção. A pedido do Presidente, o Banco está empreendendo uma análise abrangente dos mecanismos de controle interno a fim de implementar as medidas necessárias para fortalecê-los.

O Banco exige que seus funcionários mantenham o mais alto nível de integridade e adotará todas as medidas internas necessárias para assegurar o cumprimento dessa exigência. O Presidente Moreno exorta todos os funcionários e o público em geral a manter-se atentos aos assuntos relacionados com o uso apropriado dos recursos do Banco e a informar sobre qualquer irregularidade através dos mecanismos estabelecidos.