Notícias

Acordo entre BID e BNDES abre caminho para hub latino de infraestrutura e mais ações
  • MEMORANDO DE ENTENDIMENTO PREVÊ 1º PORTAL UNIFICADO DE PROJETOS DE PRIVATIZAÇÃO, CONCESSÃO E PPPS DA AMÉRICA LATINA E CARIBE
  • AVANÇAM TAMBÉM OUTRAS PARCERIAS COM FOCO EM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PARA BRASIL E TODA A REGIÃO

BRASÍLIA, 8 DE ABRIL - O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) acordaram nesta semana uma série de ações para expandir o investimento privado em infraestrutura na América Latina, segundo Memorando de Entendimentos firmado entre as duas entidades. 

As iniciativas incluem o desenvolvimento de uma plataforma de projetos latino-americanos de concessão, privatização e parcerias público-privadas com a previsão de incluir informações estratégicas para investidores estrangeiros sobre a sustentabilidade financeira, institucional, social, ambiental e climática dos projetos de infraestrutura. 

A ideia é aproveitar a carteira de projetos de infraestrutura do BNDES, atualmente a maior do mundo de acordo com ranking da consultoria Infralogic, e as de outras instituições latino-americanas como pontos de partida para a construção de um portal com informações sobre projetos em países da região, permitindo a identificação de oportunidades de investimento para fundos, bancos e operadores de infraestrutura ao redor do mundo.

 “O BNDES é um parceiro fundamental para o BID. Por meio da plataforma, entre outras iniciativas conjuntas, vamos viabilizar grandes investimentos sustentáveis que contribuirão para a recuperação de nossas economias. Esta é a nossa guia para a recuperação sustentável da região, a nossa Visão 2025”, diz Morgan Doyle, representante do Grupo BID no Brasil, ao comemorar o acordo que dá continuidade à aliança entre as instituições.

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, complementa: "Por um lado é motivo de orgulho ver a carteira de projetos de infraestrutura do Banco se tornando referência para o continente. Por outro, é estratégico termos os ativos brasileiros posicionados ao lado de outros ativos da região, porque isso permite ao investidor enxergar sinergia em operações multinacionais. Estamos numa competição global em que informação e transparência são dois ativos essenciais na atração de capital".

O memorando também prevê o desenvolvimento de soluções financeiras para incentivar o financiamento verde e sustentável, bem como de mecanismos garantidores que promovam o investimento privado no Brasil. Também faz parte do acordo buscar novas formas para aumentar o crédito para micro, pequenas e médias empresas ("MPMEs") e para setores como agropecuário,  segurança pública e, particularmente, conectividade.

A cooperação entre BID e BNDES ao longo dos anos tem resultado em ações concretas para o Brasil.

De 2005 a 2020, o BID desembolsou ao BNDES US$4,75 bilhões para o financiamento de MPMEs. Além disso, no contexto da crise da COVID-19, o BID aprovou mais de US$1 bilhão ao BNDES para apoiar esse seguimento.

Somam-se a esses esforços as soluções de financiamento inovadoras desenvolvidas em conjunto por BID e BNDES focadas em projetos de energias renováveis e eficiência energética, como é o caso do Programa de Garantia a Crédito FGEnergia.

A parceria também resultou em trocas de conhecimento em áreas como PPPs de estrutura social, concessões florestais e de saneamento, além de colaborações para aprimoramento de capacidade institucional em gênero e clima.  Como resultados concretos, por exemplo, o BNDES pôde desenvolver seu framework para emissões de títulos de dívida temáticos e obteve uma evolução significativa no seu Rating ESG, consolidando o banco brasileiro no mercado global de finanças sustentáveis.
 

Sobre o BID
 
O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Criado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e o Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisas de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação a clientes públicos e privados em toda a região.
 
Sobre o BNDES
  
Fundado em 1952 e atualmente vinculado ao Ministério da Economia, o BNDES é o principal instrumento do Governo Federal para promover investimentos de longo prazo na economia brasileira. Suas ações têm foco no impacto socioambiental e econômico no Brasil. O Banco oferece condições especiais para micro, pequenas e médias empresas, além de linhas de investimentos sociais, direcionadas para educação e saúde, agricultura familiar, saneamento básico e transporte urbano. Em situações de crise, o Banco atua de forma anticíclica e auxilia na formulação das soluções para a retomada do crescimento da economia.