Notícias

BID e FGV/CERI promovem debate sobre os desafios do transporte no Brasil

INICIATIVA BUSCA DISCUTIR PRIORIDADES, SOLUÇÕES, RISCOS E DESAFIOS QUE O PRÓXIMO GOVERNO ENFRENTARÁ PARA O DESENVOLVIMENTO DE UM SETOR DE TRANSPORTE SUSTENTÁVEL NO PAÍS

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil realizou na última sexta-feira, 26, mais um encontro da iniciativa Desafios para o Desenvolvimento em colaboração com a Fundação Getúlio Vargas (FGV)/CERI. O tema central do encontro “Infraestrutura Sustentável: Transporte” e compreendeu prioridades, soluções, riscos e desafios que o próximo governo enfrentará para a assegurar a oferta de infraestrutura de transportes no país.

A iniciativa busca uma visão profunda sobre os desafios do desenvolvimento que poderão influenciar o Brasil nos próximos anos. Ao final da série de encontros, o BID definirá parâmetros em áreas estratégicas para suas ações no país nos próximos anos, que estejam de acordo com as necessidades do país e os planos e prioridades do governo.

Estão previstos mais três diálogos no primeiro semestre de 2018 nos temas de integração e comércio exterior em parceria com o CEBRI. Em 2017 os temas debatidos foram energia sustentável e gestão fiscal.

O encontro contou com a participação de representantes de entidades chave do setor, incluindo representantes de empresas públicas e privadas, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Ministério da Fazenda, BNDES, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), CCR, BHTrans, entidades acadêmicas e o Banco Mundial. A abertura do encontro contou com a presença de Joisa Dutra, Diretora do FGV/CERI e de Hugo Flórez Timorán, Representante do BID no Brasil. O Chefe da Divisão de Transportes do BID, Nestor Roa também esteve presente.

Um dos principais desafios identificados foi a necessidade de se pensar os investimentos em transportes considerando não apenas a infraestrutura correspondente, mas todo o pacote de serviços associado ao setor que permitem o acesso a oportunidades de crescimento econômico, como empregos, exportações e importações, entre outras. Nesse sentido, os investimentos devem estar integrados também à prestação de outros serviços, como saúde e educação.

Os investimentos em projetos de transporte devem ser usados também para identificar soluções de governança e política fiscal que garantam, por um lado, a capacidade das instituições para promover a prestação de serviços e, por outro, sua sustentabilidade financeira ao longo do tempo a fim de garantir os fundos necessários para manter determinado nível de investimento, tanto público como privado.

Sobre o BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Estabelecido em 1959, o BID é a principal fonte de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e do Carine. O BID também realiza pesquisas de vanguarda e oferece assessoria de políticas, assistência técnica e capacitação para clientes do setor público e privado em toda a região.