Notícias

Especialistas internacionais debatem o futuro da água na América Latina e Caribe, a região com mais disponibilidade de água doce no mundo

Fórum Mundial da Água acontece entre 18 a 23 de março em Brasília e reúne principais especialistas do setor. Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) liderou a coordenação do Processo Regional das Américas, que resume a situação dos recursos hídricos no continente

BRASÍLIA, Brasil – Com um chamado a fazer do acesso à água e ao saneamento de qualidade um ponto central da agenda de desenvolvimento global, teve início em Brasília o Fórum Mundial da Água 2018. O Fórum reúne a cada três anos os principais especialistas em água e saneamento dos setores governamental, privado, sociedade civil e acadêmico.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) coordenou o trabalho do Processo Regional das Américas que representa a voz do continente durante o Fórum. Como resultado desse processo, a grande maioria dos atores chave em água e saneamento tiveram voz e presença no Fórum. O BID contou com a colaboração de órgãos como o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA em sua sigla em inglês), o Programa Hidrológico Internacional da UNESCO, a Associação Nacional de Empresas de Água e Saneamento do México A.C. (ANEAS), a Global Water Partnership e o Banco de Desenvolvimento do Caribe (CDB em sua sigla em inglês); e, na elaboração dos estudos regionais, participaram a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe e a Universidad de los Andes.

No âmbito do Processo Regional das Américas, foram desenvolvidos debates tendo como eixo os seguintes temas:

  • A água como força de bem-estar nas Américas: Como transformar os serviços de água e saneamento em um fator de desenvolvimento econômico sustentável.
  • Como construir resiliência e redução de riscos através de uma infraestrutura verde nas Américas?
  • Água para a segurança alimentar e o desenvolvimento rural nas Américas: desafios e oportunidades atuais.
  • Avanços em serviços eficientes de água e saneamento nas Américas
  • Fundos de água, mecanismos financeiros para a conservação de bacias hidrográficas por meio de soluções baseadas na natureza.
  • Financiamento para o desenvolvimento: mecanismos financeiros inovadores para a Agenda 2030.

O vice-presidente de países do BID, Alexandre Meira da Rosa, que liderou a delegação do BID no Fórum, destacou a importância de proteger os recursos hídricos da região, não só para o bem-estar dos latino-americanos e caribenhos, mas também por sua importância econômica. “Cerca de 70 por cento da eletricidade que consumimos provêm da geração hidrelétrica, mais que qualquer outra região do mundo. Muitos de nossos principais produtos de exportação dependem do fluxo regular e suficiente de água”, disse ele.

Por seu lado, o gerente de infraestrutura e energia do BID, José Agustín Aguerre, afirmou que a proteção dos recursos hídricos não pode ser responsabilidade unicamente dos governos. Aguerre destacou a experiência da Aliança de Fundos de Água da América Latina, uma iniciativa de que o BID participa junto com a The Nature Conservancy, a Fundação FEMSA e o Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF). “Os fundos são mecanismos institucionais e financeiros que permitem que atores públicos e privados se coordenem com um objetivo muito claro: promover a gestão sustentável de uma bacia por meio de projetos de infraestrutura verde.”

O Fórum Mundial da Água é organizado pelo Conselho Mundial da Água (WWC em sua sigla em inglês), cuja missão é “promover a conscientização, criar compromisso político e desencadear ações sobre os temas críticos da água em todos os níveis, a fim de facilitar a conservação, proteção, desenvolvimento, planejamento, gestão e uso eficiente da água em todas as suas dimensões sobre uma base ambientalmente sustentável em benefício de toda a vida na Terra”.

Durante o Fórum também serão entregues os reconhecimentos às cinco propostas ganhadoras da chamada de propostas de boas práticas e experiências em água e saneamento 2018 do Processo Regional das Américas.

O que

Processo Regional das Américas no Fórum Mundial da Água 2018

Quando

Segunda-feira 19 de março

16h30 - 18h00 (GMT +2) SESSÃO DE ABERTURA DO PROCESSO REGIONAL DAS AMÉRICAS

Terça-feira 20 de março

09h00 – 10h30 (GMT +2) Água para a segurança alimentar e o desenvolvimento rural nas Américas: desafios e oportunidades atuais

11h30 – 12h30 (GMT +2) Avanços em serviços eficientes de água e saneamento nas Américas

14h30 – 16h00 (GMT +2) Fundos de água, mecanismos financeiros para a conservação de bacias hidrográficas por meio de soluções baseadas na natureza

Onde

Lugar: Centro de Convenções Ulisses Guimarães e Estádio Nacional de Brasília

Para mais informações, visite link.

Sobre o BID

Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Fundado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e do Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisa de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação para clientes públicos e privados em toda a região.