BID premia as boas práticas e experiências em água e saneamento mais exitosas nas Américas

Agosto 10, 2017
O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) está com chamada aberta para identificar práticas e experiências no fornecimento de água potável, melhoramento de redes sanitárias, e no tratamento sustentável dos resíduos sólidos na América Latina, Caribe e América do Norte. Como coordenador do Processo Regional das Américas do Fórum Mundial da Água, que acontece no Brasil em 2018, o BID está organizando um concurso como incentivo para premiar ideias frescas para enfrentar um problema que afeta milhões de pessoas no hemisfério.

FATOS SOBRE ÁGUA: um recurso ameaçado na América Latina e no Caribe

Novembro 17, 2009
UMA VANTAGEM COMPETITIVA A ALC tem 8% da população mundial, mas controla 31% dos recursos totais de água doce do planeta (a Ásia tem 60% da população e apenas 28% da água). Essa vantagem é evidente:   Na eletricidade: Ø  A água é responsável por 68% de toda a geração de eletricidade da região (mais de 80% no Brasil), em comparação com médias globais de menos de 16%

Presidente Moreno fala na Bolsa de Nova York sobre as perspectivas das empresas de água da América Latina

Outubro 25, 2006
O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento Luis Alberto Moreno e os principais executivos da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) juntaram-se para a tradicional cerimônia de encerramento das operações do dia (closing bell) da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) na quarta-feira, 25 de outubro.

Presidente Moreno reafirma tolerância zero com atos de corrupção

Fevereiro 16, 2006
Em 16 de fevereiro de 2006, um ex-funcionário do Banco Interamericano de Desenvolvimento se declarou culpado perante o Tribunal Federal dos Estados Unidos para o Distrito de Columbia das acusações que pesavam contra ele por fraude eletrônica envolvendo recursos do Banco, concordando em restituir integralmente esses recursos. A conduta ilícita em questão tinha sido descoberta pelo Banco e encaminhada às autoridades dos Estados Unidos. A sentença será lida em 25 de abril de 2006.