Jovens com grandes ideias que transformam

Março 14, 2013
Como se consegue resolver velhos problemas? Com novas ideias. Participe e siga-nos no Twitter em @bidjuventud Convém escutar a voz dos jovens, com suas ideias frescas e seus projetos. E especialmente na América Latina e Caribe, a região com a população mais jovem do mundo, e com uma média de idade de apenas 27 anos.

Cultura cidadã é a chave para reduzir a violência, diz estudo

Maio 30, 2012
Relatório apoiado pelo BID explora a cultura cidadã como fator de sucesso em longo prazo para a redução da violência Qualquer estratégia bem sucedida para a prevenção da violência deve incluir medidas para reconhecer e mudar comportamentos que respondam a crenças, emoções e fatores culturais, de acordo com um novo estudo apoiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Mesoamérica renova seu impulso de integração

Outubro 25, 2010
A XII Cúpula do Mecanismo de Diálogo e Concertação de Tuxtla realiza-se amanhã, dia 26 de outubro, em Cartagena, na Colômbia, com a participação dos chefes de Estado de Belize, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Panamá, México, Colômbia e República Dominicana. Os mandatários conhecerão os avanços na integração regional impulsionados pelo Projeto Mesoamérica e estabelecerão as prioridades para ações futuras.

Avanços na América Central

Julho 29, 2009
A iniciativa de integração regional conhecida como Proyecto Mesoamérica está ganhando impulso. Ela foi um tema central na agenda da XI Cúpula de Tuxtla (uma reunião de cúpula anual dos chefes de Estado da região), que terminou hoje em Costa Rica. Na semana passada, noticiários focalizaram a proposta de uma estratégia de transporte multimodal para melhorar a competitividade da região. E, em junho, o BID anunciou a segunda fase do projeto Trânsito Internacional de Mercadorias, que implantará um sistema alfandegário unificado nas fronteiras de todos os países da América Central.

A Colômbia e o BID

Março 17, 2009
Desde meados da década de 1990, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) tem sido a principal fonte de financiamento multilateral para a Colômbia. Nos últimos 50 anos, o BID aprovou para esse país mais de US$14,8 bilhões em empréstimos e projetos de cooperação técnica não reembolsáveis.   Ao longo de sua história, o BID apoiou o governo e o setor privado colombianos em áreas fundamentais para o desenvolvimento, como infra-estrutura, modernização e reforma do Estado, pequena e média empresa, agricultura, energia, proteção ambiental e contra mudanças climáticas.

Líderes indígenas pedem ajuda para salvar o "coração do mundo"

Setembro 06, 2006
Representantes dos povos indígenas kogui, wiwa, arhuaco e kankuamo da Sierra Nevada de Santa Marta no norte da Colômbia fizeram uma visita a Washington D.C. para difundir uma mensagem de alerta para salvar o meio ambiente mundial e pedir o apoio internacional para a criação de um fundo que lhes permita recuperar seu território tradicional, ao qual se referem como "o coração do mundo".

Latinos do Extremo Oriente

Março 01, 2006
Charo QuesadaQuando um mexicano ou panamenho diz que vai fazer compras no chinês da esquina, não está se referindo ao caso particular de um chinês que, casualmente, abriu uma loja na esquina de sua rua. Em seus países, a loja do chinês na esquina tornou-se uma instituição com uma longa tradição, que oferece um grande e prático estoque de produtos básicos, a baixo custo e com horários de funcionamento amplos.

Sem acessibilidade, perdem-se oportunidades

Outubro 21, 2005
Mais de 10% da população latino-americana sofrem de algum tipo de necessidade especial ou dificuldade de locomoção. Isso torna necessária a criação de espaços e instalações públicas e privadas acessíveis a todos.   

Arte latino-americana com raízes japonesas

Fevereiro 01, 2005
Roger HamiltonOs imigrantes japoneses que chegaram à América Latina na virada do século XX não eram em nada diferentes dos imigrantes de outras origens. Pobres, sem oportunidades e freqüentemente sem sorte, eles viam nas Américas uma terra de esperança e oportunidade. Como na maioria os recém-chegados eram agricultores, buscaram trabalho em plantações, primeiro no Peru, depois em outros países, principalmente no Brasil. Muitos esperavam retornar à terra natal depois de alguns anos. Grande parte não voltou.

Não tão iguais perante a lei

Janeiro 01, 2005
Charo QuesadaNo papel, a América Latina é quase um modelo de justiça igualitária e neutra em relação aos gêneros. Praticamente todos os governos da região assinaram e ratificaram acordos internacionais que garantem acesso aos tribunais e igualdade perante a lei independentemente do sexo da pessoa.