Inteligência artificial traz amplos benefícios para América Latina e Caribe: Relatório BID

Agosto 29, 2018
Estudo também apressa governos para anteciparem as consequências da inteligência artificial no mercado de trabalho BUENOS AIRES – A inteligência artificial (IA) pode facilitar as negociações comerciais e aumentar o crescimento econômico em um ponto percentual nas economias da América Latina e do Caribe, segundo relatório do Banco Interamericano Desenvolvimento (BID), elaborado de por seu Instituto para a Integração da América Latina e do Caribe (INTAL).

Grupo BID e Sociedade Civil discutem os desafios do desenvolvimento sustentável na América Latina e no Caribe

Novembro 07, 2017
Mais de 500 representantes da sociedade civil de 26 países e especialistas internacionais trocam conhecimentos sobre inovação pela perspectiva de empregos do futuro, cidades inteligentes, economia digital e inovação social SANTA CRUZ, Bolívia – Mais de 500 representantes de organizações da Sociedade Civil da América Latina e do Caribe se reuniram em Santa Cruz, Bolívia, com altos funcionários do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para discutir como aproveitar a inovação para promover o desenvolvimento sustentável.

O que tem um jogo de trivia a ver com o BID?

Dezembro 01, 2014
QuizUp e o Banco Interamericano de Desenvolvimento juntam as forças para promover a conscientização sobre mudança climática

Mulher latino-americana e caribenha: com mais educação, mas pior remuneração

Outubro 15, 2012
Apesar de ter mais anos de estudo que os homens, as mulheres ainda estão concentradas em ocupações com salários mais baixos, tais como educação, saúde e setor de serviços. Ao comparar homens e mulheres da mesma idade e do mesmo nível educacional, os homens ganham 17% a mais do que as mulheres na América Latina.

BID anuncia parceria com instituições artísticas e organizações da Sociedade Civil para o Programa de Desenvolvimento Cultural 2012

Agosto 08, 2012
Três organizações brasileiras foram contempladas, nas cidades de Campinas (SP), Olinda (PE) e Sarandi (PR) O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) selecionou 50 instituições parceiras e organizações da Sociedade Civil para financiar e prestar assistência técnica aos projetos de desenvolvimento cultural em 26 países.

Guiana: Um futuro saudável, um sachê por vez

Setembro 27, 2010
Leticia Ramjag e Joylin Greaves Bibi Ramcharran registrou-se no Centro de Saúde Herstelling quando soube que estava grávida. Depois continuou a visitar a clínica com sua filha, Aneisa, que hoje é uma menina saudável de 14 meses.

Futebol além dos gramados

Julho 05, 2010
O que o gol que deu a vitória aos Estados Unidos no final de seu jogo com a Argélia na Copa do Mundo de Futebol tem a ver com o emprego dosjovens latino-americanos? Ou o que a serenidade com que o goleiro inglês enfrentou um erro que custou a vitória de sua própria equipe tem a ver com a autoestima dos adolescentes do Brasil?

FUMIN + BID + CAF Convocam para presentação de propostas Programa Tecnologias para a Inclusão Financeira

Maio 10, 2010
O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Fundo Multilateral de Investimentos (FOMIN) e a Corporação Andina de Fomento (CAF) estão buscando propostas de projetos que tenham a meta de melhorar o acesso da população de baixa renda a serviços financeiros através da aplicação de soluções tecnológicas inovadoras na América Latina e no Caribe.

A Colômbia e o BID

Março 17, 2009
Desde meados da década de 1990, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) tem sido a principal fonte de financiamento multilateral para a Colômbia. Nos últimos 50 anos, o BID aprovou para esse país mais de US$14,8 bilhões em empréstimos e projetos de cooperação técnica não reembolsáveis.   Ao longo de sua história, o BID apoiou o governo e o setor privado colombianos em áreas fundamentais para o desenvolvimento, como infra-estrutura, modernização e reforma do Estado, pequena e média empresa, agricultura, energia, proteção ambiental e contra mudanças climáticas.

Tecnologia e redes

Dezembro 17, 2008
POR DIEGO FONSECAColocar nossa própria música na web, passando longe das casas de discos. Ligar de um telefone óvel usando a rede da Telefônica, mas sem se conectar com a gigante. Vender artesanato a bom preço, sem ser traído pelo intermediário! E que tal pedir um financiamento para um icroempreendimento a investidores da Europa ou dos Estados Unidos, sentado no sofá da própria sala? Não, Aldous Huxley não voltou para re-inaugurar nenhum fantástico “mundo feliz”, mas a tecnologia está criando um bastante mais simples e,quem sabe, talvez mais divertido.