Mulher latino-americana e caribenha: com mais educação, mas pior remuneração

segunda-feira, Outubro 15, 2012 - 03:00
Apesar de ter mais anos de estudo que os homens, as mulheres ainda estão concentradas em ocupações com salários mais baixos, tais como educação, saúde e setor de serviços. Ao comparar homens e mulheres da mesma idade e do mesmo nível educacional, os homens ganham 17% a mais do que as mulheres na América Latina.

Energia sustentável ajuda a reduzir a dispendiosa dependência de combustíveis fósseis em muitos países caribenhos

segunda-feira, Setembro 27, 2010 - 03:00
Christina MacCulloch A crise econômica internacional prejudicou as economias caribenhas, afetando principalmente o turismo. Isso trouxe uma sensação de urgência para a necessidade de que a região dependa menos dos caros combustíveis fósseis importados. A necessidade de maior eficiência energética é maior do que nunca, assim como o potencial para atingir essa meta.

O Caribe e o BID

segunda-feira, Setembro 27, 2010 - 03:00
Os países caribenhos de língua inglesa membros do BID – Bahamas, Barbados, Belize, Guiana, Jamaica e Trinidad e Tobago – e o Suriname, de língua holandesa, são unidos por comércio, geografia, história e tradições. Sua situação econômica e desafios de desenvolvimento, porém, podem variam amplamente.

BID inicia processo de consulta pública sobre novo mecanismo de impacto de projetos para comunidades

quarta-feira, Maio 6, 2009 - 03:00
O Banco Interamericano de Desenvolvimento apresentou hoje a proposta de seu novo Mecanismo Independente de Consulta e Investigação (MICI),  onde comunidades afetadas podem expressar suas preocupações a respeito de um projeto do BID. O MICI é uma proposta inicial, que está aberta a consulta pública para grupos da sociedade civil e outros atores apresentarem suas sugestões e oferecerem contribuições. A idéia é aperfeiçoar e acelerar o processo de investigação de reclamações externas.

América Latina e Caribe devem ter crescimento mais lento nos próximos quatro anos

quinta-feira, Março 19, 2009 - 03:00
Líderes da América Latina e do Caribe prevêem que a renda per capita cairá ou terá um crescimento moderado no período de 2009-2012 e que os governos dependerão mais de financiamentos de instituições internacionais, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Essas expectativas contrastam vivamente com o desempenho econômico recente da região, em que o produto per capita cresceu 4,1% ao ano nos últimos cinco anos.

A Colômbia e o BID

terça-feira, Março 17, 2009 - 03:00
Desde meados da década de 1990, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) tem sido a principal fonte de financiamento multilateral para a Colômbia. Nos últimos 50 anos, o BID aprovou para esse país mais de US$14,8 bilhões em empréstimos e projetos de cooperação técnica não reembolsáveis. Ao longo de sua história, o BID apoiou o governo e o setor privado colombianos em áreas fundamentais para o desenvolvimento, como infra-estrutura, modernização e reforma do Estado, pequena e média empresa, agricultura, energia, proteção ambiental e contra mudanças climáticas.

Latinos do Extremo Oriente

quarta-feira, Março 1, 2006 - 03:00
Charo QuesadaQuando um mexicano ou panamenho diz que vai fazer compras no chinês da esquina, não está se referindo ao caso particular de um chinês que, casualmente, abriu uma loja na esquina de sua rua. Em seus países, a loja do chinês na esquina tornou-se uma instituição com uma longa tradição, que oferece um grande e prático estoque de produtos básicos, a baixo custo e com horários de funcionamento amplos.

Uma solução local para a crise de água na América Latina

quarta-feira, Março 1, 2006 - 03:00
Luis Alberto Moreno*Muitos dos delegados reunidos no IV Fórum Mundial da Água, realizado na Cidade do México no início deste mês, questionaram se o setor privado ainda teria um papel a desempenhar na solução dos graves problemas de saneamento do mundo em desenvolvimento.

Luzes e sombras

quinta-feira, Dezembro 1, 2005 - 03:00
Milagros Belgrano Rawson

Mais crescimento ou mais igualdade?

terça-feira, Setembro 20, 2005 - 03:00
  Investimento crescente, inflação baixa, dólar em queda, equilíbrio fiscal, menor desemprego: há cerca de 18 meses os sinos não param de anunciar boas notícias para a América Latina e o Caribe.