Grupo BID reunirá representantes da sociedade civil da América Latina e do Caribe na Bolívia

Outubro 10, 2017
O encontro será em Santa Cruz de 8 a 9 de novembro e abordará temas relacionados à inovação para o desenvolvimento da região  ***O evento terá transmissão ao vivo***  Representantes da sociedade civil provenientes de 26 países da América Latina e do Caribe se reunirão em Santa Cruz, Bolívia, em 8 e 9 de novembro de 2017 para celebrar a XVII Reunião Anual Grupo BID–Sociedade Civil. 

Representantes da Sociedade Civil da América Latina e Caribe se reúnem com o Grupo BID para falar de crescimento sustentável

Novembro 03, 2016
Encontro organizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento na República Dominicana abordará temas como a mudança climática, gênero e segurança cidadã, segurança no trânsito e saúde pública, assim como arrecadação fiscal ***O evento será transmitido ao vivo por Livestream ***

Banco Interamericano de Desenvolvimento fará Reunião Anual em Nassau, nas Bahamas

Fevereiro 11, 2016
Inscrição online para imprensa está agora disponível para a reunião de líderes da América Latina e Caribe que acontece entre os dias 7 e 10 de abril Destaque aos desafios econômicos, oportunidades para o setor privado, desenvolvimento urbano, desafios econômicos globais e gestão de desastres O Grupo Banco Interamericano de Desenvolvimento realizará sua

Três organizações de Barbados, Brasil e Nicarágua ganharam o Prêmio Juscelino Kubitschek do BID

Novembro 19, 2013
Candidataram-se ao prestigioso prêmio 496 organizações de 28 países latino-americanos, caribenhos e europeus O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) anunciou hoje que três instituições de Barbados, Brasil e Nicarágua ganharam o Prêmio Juscelino Kubitschek, que reconhece as contribuições de destacados atores em economia e finanças, bem como nos campos cultural, social e científico. 

BID inicia processo de consulta pública sobre novo mecanismo de impacto de projetos para comunidades

Maio 06, 2009
O Banco Interamericano de Desenvolvimento apresentou hoje a proposta de seu novo Mecanismo Independente de Consulta e Investigação (MICI),  onde comunidades afetadas podem expressar suas preocupações a respeito de um projeto do BID. O MICI é uma proposta inicial, que está aberta a consulta pública para grupos da sociedade civil e outros atores apresentarem suas sugestões e oferecerem contribuições. A idéia é aperfeiçoar e acelerar o processo de investigação de reclamações externas.

A Colômbia e o BID

Março 17, 2009
Desde meados da década de 1990, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) tem sido a principal fonte de financiamento multilateral para a Colômbia. Nos últimos 50 anos, o BID aprovou para esse país mais de US$14,8 bilhões em empréstimos e projetos de cooperação técnica não reembolsáveis.   Ao longo de sua história, o BID apoiou o governo e o setor privado colombianos em áreas fundamentais para o desenvolvimento, como infra-estrutura, modernização e reforma do Estado, pequena e média empresa, agricultura, energia, proteção ambiental e contra mudanças climáticas.

Liga de Campeões 2008

Dezembro 17, 2008
POR MATTHEW GEHRKE, RENSO MARTÍNEZY MARÍA CECILIA RONDÓN, MICROFINANCEINFORMATION EXCHANGE, INC. (MIX)As microfinanças tiveram um rescimento explosivo em 2007 na América Latina e no Caribe. Tal desempenho foi impulsionado pela crescente demanda por serviços financeiros entre os microempresários das economias da região que vem tendo um crescimento acelerado e por novos financiamentos tanto em dívida como em depósitos.

Mais um tijolo na parede

Dezembro 17, 2008
POR DIEGO FONSECAEm junho de 2007, as notícias para a economia dos Estados Unidos não foram boas. Na Califórnia, Flórida, Arizona e Nevada começaram a ser executadas hipotecas de 400.000 casas. São casas cujos donos, endividados até o pescoço e além de todas as suas possibilidades por causa de um sonho que rolou ladeira abaixo, não podem pagar.

Auge da casa própria

Dezembro 17, 2008
POR LUCY LONGER

Crédito, assessoria técnica e autoconstrução

Dezembro 17, 2008
POR LUCY CONGER A maioria das residências na América Latina e no Caribe não são compradas prontas. As pessoas compram suas propriedades e vão ampliando, aos poucos, os espaços onde moram. A poupança feita com tanta dificuldade pelas famílias nos bairros e zonas rurais de baixa renda tornam-se visíveis na forma de tijolos aparentes, sacos de cimento ou varetas de ferro empilhadas diante das casas que estão sendo construídas.