Mesoamérica renova seu impulso de integração

Outubro 25, 2010
A XII Cúpula do Mecanismo de Diálogo e Concertação de Tuxtla realiza-se amanhã, dia 26 de outubro, em Cartagena, na Colômbia, com a participação dos chefes de Estado de Belize, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Panamá, México, Colômbia e República Dominicana. Os mandatários conhecerão os avanços na integração regional impulsionados pelo Projeto Mesoamérica e estabelecerão as prioridades para ações futuras.

A Colômbia e o BID

Março 17, 2009
Desde meados da década de 1990, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) tem sido a principal fonte de financiamento multilateral para a Colômbia. Nos últimos 50 anos, o BID aprovou para esse país mais de US$14,8 bilhões em empréstimos e projetos de cooperação técnica não reembolsáveis.   Ao longo de sua história, o BID apoiou o governo e o setor privado colombianos em áreas fundamentais para o desenvolvimento, como infra-estrutura, modernização e reforma do Estado, pequena e média empresa, agricultura, energia, proteção ambiental e contra mudanças climáticas.

Não tão iguais perante a lei

Janeiro 01, 2005
Charo QuesadaNo papel, a América Latina é quase um modelo de justiça igualitária e neutra em relação aos gêneros. Praticamente todos os governos da região assinaram e ratificaram acordos internacionais que garantem acesso aos tribunais e igualdade perante a lei independentemente do sexo da pessoa.

Tratado de livre comércio México–União Européia abre perspectivas para América Latina

Julho 30, 2004
O tratado de livre comércio México–União Européia (TLCUEM), que completa quatro anos de existência neste mês de julho, foi a primeira iniciativa de liberalização do comércio da Europa com um país do continente americano e resultou num crescimento de 27% no comércio bilateral. (1)

Países da América Central e República Dominicana pedem ratificação do CAFTA

Julho 13, 2004
Os ministros do Comércio e Trabalho de Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua e República Dominicana, reunidos na sede do Banco Interamericano de Desenvolvimento, se comprometeram a tomar medidas para fortalecer o cumprimento e a aplicação das normas trabalhistas em seus países. Em declaração conjunta, os ministros também requisitaram ao Congresso americano a ratificação do acordo de livre de comércio com seus países, conhecido pela siglas em inglês CAFTA. O volume de trocas comerciais entre os sete países participantes é de cerca de US$30 bilhões ao ano.