Grupo BID anuncia áreas prioritárias de apoio aos países afetados pelo COVID-19

Março 26, 2020
GRUPO FINANCIARÁ RESPOSTA IMEDIATA À EMERGÊNCIA DA SAÚDE, MEDIDAS DE PROTEÇÃO PARA POPULAÇÕES VULNERÁVEIS, APOIO AO EMPREGO E PRODUÇÃO, E POLÍTICAS FISCAIS PARA ALIVIAR IMPACTOS ECONÔMICOS. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o BID Invest anunciaram a abordagem que darão ao conjunto de recursos financeiros e técnicos que disponibilizaram aos seus países membros mutuários e empresas para lidar com a crise desencadeada pelo coronavírus causador da doença COVID-19.
2020-03-26

BID e OEA pedem à América Latina e Caribe mais esforços na área de segurança cibernética

Março 14, 2016
Relatório demonstra que a região apresenta vulnerabilidades “potencialmente devastadoras” Quatro em cada cinco países carecem de uma estratégia de segurança cibernética Os líderes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Organização dos Estados Americanos (OEA) fizeram hoje um apelo aos países da América Latina e do Caribe para que acelerem seus trabalhos em segurança cibernética, após a apresentação de um novo estudo elaborado por ambas as instituições, com o apoio da Universidade de Oxford,

Mulher latino-americana e caribenha: com mais educação, mas pior remuneração

Outubro 15, 2012
Apesar de ter mais anos de estudo que os homens, as mulheres ainda estão concentradas em ocupações com salários mais baixos, tais como educação, saúde e setor de serviços. Ao comparar homens e mulheres da mesma idade e do mesmo nível educacional, os homens ganham 17% a mais do que as mulheres na América Latina.

Cultura cidadã é a chave para reduzir a violência, diz estudo

Maio 30, 2012
Relatório apoiado pelo BID explora a cultura cidadã como fator de sucesso em longo prazo para a redução da violência Qualquer estratégia bem sucedida para a prevenção da violência deve incluir medidas para reconhecer e mudar comportamentos que respondam a crenças, emoções e fatores culturais, de acordo com um novo estudo apoiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Um teto para o Haiti

Julho 13, 2010
GRAND GOAVE, Haiti – Maryse Auguste diz que está feliz com sua nova casa, um abrigo asseado de um só cômodo construído depois do terremoto de 12 de janeiro por jovens voluntários da Un Techo Para Mi País, uma organização não-governamental especializada em fornecer moradia temporária para os desesperadamente pobres em 16 países norte-americanos.

FUMIN aprova doação para projeto da manga no Haiti em parceria com a Coca Cola

Junho 09, 2010
O Fundo Multilateral de Investimentos (Fumin) do Banco Interamericano de Desenvolvimento aprovou uma doação de US$ 3 milhões para um projeto em parceria com a The Coca Cola Company destinado a aumentar a renda e a produção agrícola de 25.000 produtores de manga no Haiti.

Haiti volta a exportar

Maio 27, 2010
Os primeiros embarques de mangas orgânicas desta estação partiram da unidade de processamento da Carifresh para os Estados Unidos na última semana de abril, quase dois meses mais tarde do que de hábito. Mas esta não é uma estação normal.

Esperança para o Haiti

Abril 12, 2010
As mangas produzidas no Haiti estão entre as melhores do mundo, mas quase metade de sua colheita é perdida antes de chegar aos mercados. Apenas cerca de 10% das frutas são exportadas. E, paradoxalmente para um país com 10 milhões de mangueiras, o Haiti importa suco de manga.

BID compromete-se com US$ 400 milhões em novas doações para o Haiti ao longo de dois anos

Março 31, 2010
NOVA YORK – O Banco Interamericano de Desenvolvimento comprometeu-se hoje a fornecer US$ 400 milhões em novas doações ao longo dos próximos dois anos para ajudar o Haiti a executar seu plano de recuperação nacional depois do devastador terremoto de 12 de janeiro.

Reconstrução do Haiti: Serviços Sociais

Fevereiro 11, 2010
Qual foi o motivo de sua viagem para o Haiti? Eu fiz parte de uma missão técnica que passou quatro dias em Porto Príncipe, de 1 a 4 de fevereiro. Os outros membros da sede que compuseram a equipe foram Ketleen Florestal, economista de país para o Haiti, Felipe Gomez-Acebo, especialista financeiro chefe, e Ophélie Chevalier, especialista em moradia e desenvolvimento urbano.