Biografias

Santiago Levy Algazi

Vice-Presidente de Setores e Conhecimento

Santiago Levy Algazi

O economista mexicano Santiago Levy Algazi assumiu o cargo de vice-presidente de Setores e Conhecimento do BID em 1 de março de 2008. Previamente, ele desempenhou o cargo de gerente general e economista chefe do Departamento de Pesquisa desde agosto de 2007.

Antes de ingressar no Banco, ele tinha sido diretor geral do Instituto Mexicano de Seguro Social (IMSS), de dezembro de 2000 a outubro de 2005. Durante sua gestão, promoveu mudanças na Lei de Seguro Social com vistas a aumentar a transparência e responsabilidade das finanças do IMSS e gerar reservas de longo prazo.

De 1994 a 2000, Levy serviu como subsecretário da Secretaria da Fazenda e Crédito Público, tendo sido o arquiteto do bem-sucedido programa social Progresa-Oportunidades, que beneficia os mais pobres. Administrou os ajustes orçamentários durante a crise econômica de 1994-95 e a queda nos preços do petróleo de 1998. Entre os cargos anteriores que ocupou incluem-se o de presidente da Comissão Federal de Concorrência e diretor do Programa de Desregulação Econômica da Secretaria de Comércio e Promoção Industrial.

Levy tem doutorado em economia e mestrado em economia política pela Universidade de Boston. Fez também estudos de pós-doutorado na Universidade de Cambridge.

Assessorou diversos governos e organizações internacionais e lecionou no Instituto Tecnológico Autónomo de México e na Universidade de Boston, onde foi professor associado e diretor do Instituto para o Desenvolvimento Econômico.

É autor de pelo menos 75 artigos, monografias e capítulos de livros sobre assuntos diversos, como redução da pobreza, competitividade, política cambial, desequilíbrios nas exportações, preço, microeconomia e energia. Sua monografia “Poverty in Mexico” ganhou o Prêmio Nacional de Pesquisa em 1992, concedido pelo Banco Nacional do México.

Entre outras honrarias que recebeu estão o Prêmio Latino-Americano de Economia de 1992 de El Trimestre Económico pelo artigo “Tipos de cambio múltiples y racionamiento de divisas”(com Roberto Rosales); o Prêmio de Pesquisa do Banco Mundial por “Assessing the Mexico-U.S. Free Trade Agreement” (com Anthony Venables e Sweder Van Wijnbergen); e a Menção Honrosa do Prêmio Nacional de Pesquisa concedido pelo Banco Nacional do México pelo artigo “ Respuestas de corto plazo ante crisis de divisas”.

Entre seus mais recentes livros publicados estão Buenas intenciones, pobres resultados: política social, informalidad y crecimiento económico en México (Brookings Institution Press, 2008), Pobreza y Transición Democrática en México (Brookings Institution Press, 2006), Sin Herencia de Pobreza, com Evelyne Rodríguez (co-publicado pelo BID e Editorial Planeta, 2005), e Ensayos sobre el Desarrollo Económico y Social de México (Fondo de Cultura Económica, México, 2004).

Março de 2009
 

¡Hola, Bienvenido al BID!

Te invitamos a unirte a nuestra lista de correo.