Comunicados de imprensa

22/08/2012

Brasil, BID e FIA promovem ações de segurança no trânsito

Campeões Felipe Massa e Emerson Fittipaldi manifestaram apoio à estratégia para reduzir os acidentes de trânsito

SÃO PAULO – O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciaram compromisso de trabalhar na promoção da segurança no trânsito para o desenvolvimento social e econômico dos países da região.

As duas organizações trabalharão estreitamente com a sociedade civil e com o governo brasileiro para fomentar uma cultura responsabilidade no trânsito, promover o respeito às leis de trânsito e investir em uma infraestrutura rodoviária mais segura, além de avançar nos temas de segurança veicular.

Os presidentes do BID, Luis Alberto Moreno, e da FIA, Jean Todt, participaram hoje no fórum Construindo o caminho rumo à segurança rodoviária junto aos Governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin; do Ceará, Cid Gomes; de Santa Catarina, João Raimundo Colombo; o Vice-Governador de Minas Gerais, Alberto Coelho; o Prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Também participaram representantes da sociedade civil, do setor privado e acadêmicos para discutir os desafios da segurança viária na região, principalmente no Brasil.

O BID e a FIA destacaram a importância de priorizar a segurança no trânsito na agenda política do país, especialmente porque a atenção do mundo se concentrará no Brasil, que será anfitrião da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016.

"Ficamos entusiasmados em ver que as autoridades públicas e a sociedade civil do Brasil estão apostando forte à segurança no trânsito”, disse Moreno. “No Banco estamos prontos para apoiar e financiar as melhores ideias brasileiras para reduzir a taxa de incidêntes de trânsito na região. Estou certo de que este encontro nos permitirá consolidar novas linhas de trabalho e de colaboração”.

Em escala global, a cada seis segundos morre uma pessoa vítima de acidente de trânsito. A taxa de acidentes de trânsito no Brasil é superior a 20 mortes por cada 100 mil habitantes, muito acima da média dos países ricos na Europa. "Este quadro impõe um alto custo no setor da saúde, além de causar perdas na produtividade econômica das vítimas, afetando na maioria das vezes jovens que em muitos casos são o principal provedor das famílias. Temos que atuar de forma imediata", acrescentou Moreno.

No marco da Década de Ação para a Segurança Viária, liderado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o fórum facilitou o diálogo entre todos os atores relevantes, a fim de colocar a segurança no trânsito como uma área prioritária para o governo e a sociedade civil.

A FIA vem desenvolvendo nos últimos anos várias campanhas com este fim. Jean Todt, Presidente da instituição, apresentou os resultados destas ações. “Temos diminuído os acidentes graves e mortais nos esportes automotores e é nossa intenção, por meio de nossas conexões junto a governos, meios de comunicação e nossa audiência mundial ao automobilismo, fazer o mesmo ao condutor diário”.

Em seu discurso,a embaixadora global para a Campanha Mundial para a Segurança Viária, a atriz Michelle Yeoh, apontou que as mortes, feridas e perdas econômicas causadas por acidentes custam ao Brasil R$ 22 milhões ao ano.

Brasil tem o poder econômico, a liderança política e, sobretudo, o espírito inovador para conquistar bons resultados em segurança no trânsito. E sabemos que os governos que contam com a vontade política para fazer da segurança no trânsito uma prioridade conquistarão os benefícios sociais e econômicas de seus investimentos”, disse Yeoh.

Durante o seminário, o BID assinou com a cidade de Blumenau, um contrato de empréstimo para melhorar o transporte urbano na cidade. O investimento total de US$ 118 milhões, promoverá entre outros, componentes de segurança no trânsito que incluem melhorar na infraestrutura viária e de pedestres, melhoras de sinalização e campanhas de educação no trânsito.

Estratégia de Segurança no Trânsito do BID

O Banco está comprometido com os princípios da Década de Ação para a Segurança Viária das Nações Unidas. A estratégia de segurança no trânsito do BID, busca apoiar os países da região em três áreas: no apoio aos governos no fortalecimento de suas capacidades institucionais e técnicas em termos de segurança no trânsito; na mobilização de recursos financeiros que contribuam para os programas governamentais; e no trabalho com o setor privado e o público em geral para conscientizar a população e orientá-la a comportamentos responsáveis no trânsito.

O BID e a FIA fomentam iniciativas que buscam elevar as normas de segurança dos automóveis fabricados e comercializados na América Latina e no Caribe aos níveis exigidos nos Estados Unidos e Europa. Estes esforços também alertam os países da região a aplicar medidas de segurança viária mais rigorosas para ajudar a diminuir as mortes e acidentes em suas ruas e rodovias.

Mais informações

Sissi De La Peña
Divisão de Transportes BID
sissid@iadb.org
(202) 623-1732

Michelle Viegas
Alianças Estratégicas BID
mviegas@iadb.org
(202) 623- 1914

Diana Braier
dianal@iadb.org
(202) 255-5435

Contatos de imprensa

BID Brasil
Janaina Goulart
61-3317-4285

FIA
Naoise King
nking@fia.com
00 33 6 40 15 07 87

¡Hola, Bienvenido al BID!

Te invitamos a unirte a nuestra lista de correo.